Blog Dicas

artificial intelligence machine in modern factory

Como o setor moveleiro contribui para a economia brasileira?

Você já parou para pensar como o trabalho que você realiza pode contribuir para algo que ultrapassa as barreiras da sua marcenaria? Pois saiba que ele é essencial para o desenvolvimento do país onde você vive. Mais do que atender clientes e desenvolver projetos exclusivos, seu trabalho como marceneiro contribui para diversos fatores que estão relacionados a economia brasileira.

Por muitas vezes, principalmente nos últimos anos, você deve ter escutado comentários sobre um cenário negativo para a economia do país, mas que, em algum momento, isto logo iria mudar. Fatores políticos ou, até mesmo, situações inesperadas e não ocasionais, como a greve dos caminhoneiros que ocorreu em junho deste ano, podem ser fatores que influenciam de alguma maneira o cenário da economia. Portanto, entender o papel de cada setor no desenvolvimento do país é de extrema importância como forma de valorizar cada trabalho que é realizado.

“Mas a minha marcenaria é muito pequena. O que eu tenho a ver com isso?”. Tem tudo a ver! De acordo com dados divulgados, cerca de 80% da cadeia moveleira é representada por pequenas empresas. Que tal, então, conhecer 3 fatores que contribuem para que o setor moveleiro tenha um papel importante para a economia brasileira? Continue lendo este texto!

Geração de empregos

Por mais que a maioria das marcenarias seja composta por um quadro de funcionários não tão extenso assim, a grande quantidade de empresas que existe contribui para que haja uma significativa oferta de empregos. Cerca de 234 mil pessoas trabalham no setor de produção moveleira no Brasil.

Alguns fatores como a empregabilidade de pessoas mais jovens e a possibilidade de contratação sem que haja a necessidade de um curso de graduação – conforme é exigido em outros empregos – faz com que esta área atraia diversos profissionais, contribuindo com a geração de empregos no país.

Leia também:

Movimentação de dinheiro

12 bilhões de dólares. Este foi o valor movimentado pela indústria de mobiliário no Brasil, no ano de 2017. Apesar de ser uma frequente conversa entre a população brasileira de que, por conta da crise, muitas pessoas deixaram de comprar bens mais duráveis, este número demonstra que ainda há um processo de compra e venda acontecendo.

A grande quantidade, por exemplo, de pequenos negócios que surgiram nos últimos anos contribuiu para uma alta na demanda por móveis planejados em escritórios. Além disso, a concorrência e a baixa nos preços nos serviços ofertados em algumas marcenarias fez com que as pessoas que já contavam com marceneiros para seus projetos, continuassem com o mesmo hábito.

Leia também:

Exportação

Não foi só na área da comunicação ou da saúde, por exemplo, que foi possível perceber uma modernização de processos e uma maior utilização de tecnologias para o desenvolvimento das tarefas.

No setor moveleiro, as novas tecnologias foram grandes aliadas para contribuírem com o dia a dia de trabalho dos profissionais e, principalmente, com os bons resultados dos projetos. As boas práticas, a inovação nos móveis e o preço acessível foram fatores que auxiliaram uma alta de 23,2% nas exportações de móveis para os Estados Unidos, entre os anos de 2016 e 2017. Melhores resultados atraem cada vez mais clientes, não é mesmo?

Se você está pensando em abrir a sua própria marcenaria, clique aqui para conferir os maquinários que não podem faltar no seu negócio.

Leia também

Aguarde...

INFOMAD GMAD

Ao preencher esse cadastro, o incluimos em nosso mailling para receber noticias da GMAD. Não substitui o cadastro na loja para realizar compras.