Blog Dicas

Fique por dentro do Black Friday e saiba como aplicar na sua marcenaria

Tradicional data do varejo americano, o Black Friday (Sexta-feira Negra, em tradução livre) está ganhando cada vez mais espaço no Brasil. Realizado na última sexta-feira de novembro, o evento é característico pelos descontos generosos que, na terra do Tio Sam, não raro chegam a 70%.

Mas você sabe quando o Black Friday surgiu e como aproveitá-lo em sua marcenaria?  Acompanhe o texto e descubra tudo sobre a data!

Como surgiu o Black Friday?

O primeiro uso registrado da expressão foi em 1869 e não tinha qualquer relação com o significado atual. Naquele ano, dois homens que trabalhavam em Wall Street (a Bolsa de Valores norte-americana), depois de um intenso trabalho para obterem grandes lucros, fracassaram e o mercado financeiro entrou em bancarrota. A data exata? Sexta-feira, 24 de setembro.

Foi com o passar do tempo que o termo passou a ser associado ao comércio. Uma das histórias (cuja data não é registrada), diz que, depois de um ano de vendas abaixo da média, os comerciantes praticaram saldos depois da Ação de Graças (feriado americano comemorado no final de novembro). A data também marcava o início das vendas de Natal, quando o comércio registrava “números negros” (positivos para eles).

Mas o termo passou a ser realmente utilizado em 19 de novembro de 1975, quando a imprensa de Nova York usou o adjetivo “negro” para caracterizar os problemas de trânsito causados pelos descontos que as lojas ofereceram depois da Ação de Graças.

Atualmente, Black Friday caracteriza a ação de vendas que ocorre na sexta-feira posterior ao dia de Ação de Graças. A data também abre o período de compras natalinas.

Quando o evento chegou ao Brasil?

A primeira vez que o Black Friday ocorreu no Brasil foi em 2010 e foi totalmente online. Naquele ano, o evento reuniu mais de 50 e-commerces nacionais. Ano passado, a ação atingiu R$ 1.9 bilhão em vendas. Por não ter uma organização centralizada, qualquer empresa pode realizar descontos com o nome.

Para este ano, a expectativa é que o Black Friday movimente mais de R$ 2 bilhões.

Cuidado com a Black Fraude

No Brasil, o evento ganhou a alcunha de “Black Fraude” depois que diversas lojas famosas foram flagradas aumentando arbitrariamente os valores de seus produtos dias antes da liquidação. Assim, elas ofereciam descontos aparentemente vantajosos, mas que não eram reais. Atualmente, sites como o Zoom e o EconoVia permitem consultar o histórico dos preços de diversos produtos para que os consumidores evitem o falso desconto.

Além disso, é preciso ficar atento à qualidade dos produtos. Como no varejo a data é usada para liquidar estoques encalhados, algumas marcas colocam peças defeituosas na promoção. Portanto se você for aproveitar os descontos da Black Friday, cuidado com esse detalhe.

O Procon ainda alerta sobre a “venda casada” (quando um produto só fica mais barato se outro for adquirido junto). Segundo o órgão, a prática é considerada abusiva e não é permitida por lei.

Como posso aproveitar o Black Friday na minha marcenaria?

Você já sabe que a data é caracterizada por megadescontos e, para usar o nome, é imprescindível que você também entre nessa onda.

Que tal, então, entrar em contato com aquele cliente que elaborou um projeto com você, mas não fechou a execução dos móveis, e reduzir o preço inicial? Pode ser uma maneira de fechar o contrato e garantir mais um trabalho para o seu portfólio.

Ou — como a ideia é queimar estoque — você pode oferecer descontos em peças como mesa, aparador e rack, desde que feitos com painéis em MDF que você já tenha em sua empresa. É uma maneira de lucrar com um material que provavelmente você não usaria e manter a produção em alta.

Você ainda sugerir para aquele casal que está mobiliando o primeiro apartamento e já fez algum cômodo com você algum desconto especial (pode ser apenas na parte de projeção, por exemplo) para outro espaço da residência.

As possibilidades são inúmeras. Basta que você analise a situação da sua marcenaria e crie a melhor estratégia para aproveitar a data. Lembre-se que com ações como o Black Friday você pode lucrar na quantidade de vendas realizadas, além de fidelizar clientes e atrair novos que, futuramente, irão procurá-lo para outros projetos.

 

Leia também

Aguarde...

Newsletter da GMAD

Fique atualizado com as newsletters da GMAD.