Grupo GMAD
Você está em:
Loja Madcompen
(42) 3220-6600

Blog Dicas

Blue mattress on white carpet in blue child's bedroom with DIY kites on the wall above cupboard and bed

Como projetar móveis para quartos de crianças?

Já foi a época em que o desenvolvimento de projetos para os quartos de crianças se resumia somente a uma cama, armários e uma escrivaninha, não é mesmo?

Atualmente, o nicho do mercado infantil cresceu, e muito! Dá-se muita importância, além da parte estética e funcional, para todas as experiências e momentos que serão vividos pelos pequenos nestes espaços.

Além de ser um local para descanso, este deve ser um ambiente seguro para que a criança exercite sua independência, aprenda e brinque ao mesmo tempo.

Neste sentido, foram surgindo diversas frentes de estudos para demonstrar quais seriam as possibilidades de projetos que pudessem ser pensados e executados especialmente para as crianças. E uma delas é o Método Montessori.

Neste texto, faremos uma breve explicação sobre as principais características desta metodologia e vamos dar algumas dicas de como colocar em prática algumas questões para valorizar cada vez mais os projetos de quartos de crianças da sua marcenaria.

Continue lendo e inspire-se!

O método Montessori

Difundido a partir de 1940, esta metodologia parte do princípio de que todas as crianças podem aprender, espontaneamente, por meio das experiências vividas em um ambiente.

Para isso, o local precisa ser pensado e organizado com o objetivo de manifestar os interesses naturais das crianças, estimulando seu aprendizado por meio da experimentação. Este é um método que ainda reforça a personalidade, a liberdade e a individualidade de cada um dos pequenos.

Pensando nisso, muitos locais, como escolas e casas, estão sendo adaptados para o uso deste método. São indicados quais mobiliários utilizar e como explorá-los nos locais, de modo que as crianças vivenciem novas experiências e aprendam em um local pensado especialmente para elas.

Abaixo, confira algumas dicas para projetar quartos de criança que levam um pouco da metodologia para o seu desenvolvimento:

Adapte

É muito importante que você se atente às alturas dos móveis e como as crianças irão interagir com eles. No caso da cama, é possível que você a coloque em uma altura perto do chão, dessa maneira, a criança poderá acessá-la sem precisar se pendurar ou sair sem o perigo de cair.

Mas, caso o seu cliente queria utilizar a cama por algum tempo depois, pense em como a criança poderá entrar e sair de forma independente. Um exemplo é a colocação de uma pequena escada, que pode ser embutida na própria cama, não oferecendo perigo e otimizando espaços.

Ao pensar em mobiliários para guardar brinquedos, se você for utilizar os tradicionais armários, não esqueça de colocar puxadores na altura das crianças. Caso queira sugerir opções diferentes, coloque gavetas embaixo das camas, nichos, baús com rodinhas ou até mesmo prateleiras em formatos diferentes.

Estas opções valorizam a autonomia das crianças, sem a necessidade que seus responsáveis escolham e peguem para elas objetos, como roupas e brinquedos.

Outros recursos que podem ser colocados para promover a interação e independência são os espelhos, fixados em uma placa de MDF ou madeira, e as barras fixas nas paredes, que podem servir de guia para os pequenos que estão aprendendo a andar.

Personalize

Caso seu cliente tenha pedidos mais específicos para a decoração do quarto, como a retratação de um tema de acordo com as preferências e gostos da criança, coloque sua criatividade em jogo.

Projete camas em formatos de carros, armários em formatos de casas de boneca, prateleiras em formatos de animais ou, até mesmo, nichos móveis que se transformam em castelos e cabanas. Além disso, nesta hora você também pode inovar na utilização de cores, texturas, papeis de parede e tapetes de chão. Tudo para transformar o espaço em um lugar de imaginação e criatividade.

Leia também:

Garanta a segurança

Quando falamos sobre crianças, devemos sempre pensar em como fornecer o ambiente mais seguro possível para elas, já que, por muitas vezes, elas podem estar em processo de aprendizagem motora e de conhecimento dos objetos que as rodeiam.

Portanto, arredonde as pontas de todos os móveis, coloque proteção em todas as tomadas, projete barras de proteção nas camas que forem mais altas, como os beliches, e sugira a colocação de pisos emborrachados para que as crianças possam brincar no chão.

Você conheceu um pouco sobre o mercado infantil, que tal agora saber um pouco mais sobre o mercado pet, um segmento que também cresce cada vez mais?

Leia também

Aguarde...

Infomad GMAD

Ao preencher esse cadastro, o incluimos em nosso mailling para receber noticias GMAD. Não substitui o cadastro solicitado pela loja no ato da compra.