Grupo GMAD
Você está em:
Loja Madcompen
(42) 3220-6600

Blog Dicas

An adding machine or calculator with adding machine tape or paper and tax forms

Marceneiros podem emitir nota fiscal eletrônica?

Sabemos que a imagem de qualquer negócio é muito importante para definir o seu sucesso. Transparência, confiabilidade, segurança, organização e seriedade, são alguns dos quesitos que muitas pessoas procuram na hora escolher com quem irão fechar um negócio. E isto não é diferente no caso das marcenarias.

Um dos processos que conta como um ponto positivo para reforçar a imagem que seu negócio quer passar para os seus clientes é a sua formalização.

Mostrar para o seu cliente que sua empresa se preocupa em manter sua situação regularizada perante o Governo é um ponto chave que necessita de atenção.

Muitos donos de empresas de pequeno porte que estão começando suas atividades escolhem a opção de se tornarem Microempreendedores Individuais (MEIs).

Além de garantir alguns benefícios para a sua empresa e para os seus funcionários, após se tornar um MEI, a sua empresa poderá realizar a emissão de notas fiscais eletrônicas, um item cada vez mais solicitado pelos consumidores.

Quer saber mais sobre estas questões? Fique com a gente e leia o texto abaixo:

Leia também:

O que é o Microempreendedor Individual (MEI)?

É um modelo de empresa que faz parte de um programa do Governo Federal, criado para simplificar o processo de regulamentação dos profissionais autônomos e permitir a abertura de empresas de maneira mais fácil.

Quem pode ser MEI?

O pequeno empresário que tenha um faturamento de até R$81.000,00 por ano; que não participe como sócio, administrador ou titular de outra empresa; que contrate no máximo um empregado; e que exerça uma das atividades econômicas previstas pela regulamentação.

No seu caso como marceneiro, no momento da sua formalização, você poderá colocar como atividade principal a de “Marceneiro sob encomenda ou não” e escolher mais 15 atividades secundárias que tenham relação com as tarefas que você realiza na sua marcenaria.

Quais são os benefícios de ser um MEI?

Após a formalização do seu negócio, você contará com um número de CNPJ e terá direito a benefícios previdenciários, como aposentadoria por idade, auxílio-doença, salário-maternidade, entre outros.

Emissão de notas fiscais eletrônicas

Como você deve ter visto acima, ao se tornar um MEI, você receberá um número de CNPJ, requisito essencial para que você possa emitir notas fiscais eletrônicas sobre os serviços prestados pela sua marcenaria para os seus clientes.

Este é um documento que comprovará a transação entre você e o comprador, e garantirá a correta tributação sobre a venda dos produtos e serviços prestados pela sua marcenaria.

Portanto, se você quer que seu negócio comece a emitir notas fiscais eletrônicas, formalize sua empresa e obtenha um número de CNPJ. Após este processo, você deverá retirar sua inscrição municipal, que autorizará sua empresa a funcionar.

Abaixo listamos como o processo é feito em cada uma das capitais do país. Você encontrará o site para acesso que traz informações sobre a emissão de notas fiscais eletrônicas nas cidades e o órgão responsável pelo serviço.

Obs.: Os processos de emissão de notas fiscais eletrônicas não são padronizados em todas as cidades brasileiras. As divergências podem ocorrer desde os documentos solicitados pelo Governo, como onde os processos deverão ser realizados (pela internet ou presencialmente) e se há possibilidade do MEI emitir a nota fiscal eletrônica (em algumas cidades isto ainda não é possível, mas é possível a emissão de notas fiscais que não sejam eletrônicas, como por exemplo as impressas).

As capitais estão listadas em ordem alfabética:

marcenaria

Aracaju (SE)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria de Estado da Fazenda do Governo do Sergipe e o acesso pode ser feito aqui.

Belém (PA)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Departamento de Receitas Mobiliárias da Secretaria Municipal de Finanças da Prefeitura de Belém e o acesso pode ser feito aqui.

Belo Horizonte (MG)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Finanças da Prefeitura de Belo Horizonte e o acesso pode ser feito aqui.

Boa Vista (RR)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Economia, Planejamento e Finanças da Prefeitura de Boa Vista e o acesso pode ser feito aqui.

Brasília (DF)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria de Estado de Fazenda do Distrito Federal e o acesso pode ser feito aqui.

Campo Grande (MS)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Campo Grande e o acesso pode ser feito aqui.

Cuiabá (MT)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Cuiabá e o acesso pode ser feito aqui.

Curitiba (PR)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Curitiba e o acesso pode ser feito aqui.

Florianópolis (SC)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Florianópolis e o acesso pode ser feito aqui.

Fortaleza (CE)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal das Finanças da Prefeitura de Fortaleza e o acesso pode ser feito aqui.

Goiânia (GO)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Goiânia e o acesso pode ser feito aqui.

João Pessoa (PB)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de João Pessoa e o acesso pode ser feito aqui.

Macapá (AP)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Macapá e o acesso pode ser feito aqui.

Maceió (AL)

O sistema responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é o GissOnline e o acesso pode ser feito aqui.

Manaus (AM)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Finanças e Controle Interno da Prefeitura de Manaus e o acesso pode ser feito aqui.

Natal (RN)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Tributação da Prefeitura de Natal e o acesso pode ser feito aqui.

Palmas (TO)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria de Finanças da Prefeitura de Palmas e o acesso pode ser feito aqui.

Porto Alegre (RS)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal da Fazenda da Prefeitura de Porto Alegre e o acesso pode ser feito aqui.

Porto Velho (RO)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Fazenda da Prefeitura de Porto Velho e o acesso pode ser feito aqui.

Recife (PE)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Recife e o acesso pode ser feito aqui.

Rio Branco (AC)

O órgão responsável pela emissão notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Rio Branco e o acesso pode ser feito aqui.

Rio de Janeiro (RJ)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura do Rio de Janeiro e o acesso pode ser feito aqui.

Salvador (BA)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Salvador e o acesso pode ser feito aqui.

São Luís (MA)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Fazenda da Prefeitura de São Luís e o acesso pode ser feito aqui.

São Paulo (SP)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de São Paulo e o acesso pode ser feito aqui.

Teresina (PI)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Finanças da Prefeitura de Teresina e o acesso pode ser feito aqui.

Vitória (ES)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Vitória e o acesso pode ser feito aqui.

Se você ainda tiver dúvidas sobre o MEI clique aqui. E caso você continue com dúvidas sobre a emissão de notas fiscais eletrônicas entre em contato com a prefeitura da sua cidade. Você poderá também contratar um contador para realizar todo este processo para você.

Como você pode ver são diversos detalhes e processos que você deverá realizar para que sua marcenaria se formalize e para que possa emitir notas fiscais eletrônicas.

Como são processos que dependem de órgãos governamentais, eles podem levar um tempo. Portanto, informe-se e planeje-se! Com certeza este “investimento” trará bons frutos para a sua empresa.

Continue acessando os canais da GMAD para ficar por dentro de todos os assuntos!

FacebookInstagram e Canal do Youtube.

Leia também

Aguarde...

Infomad GMAD

Ao preencher esse cadastro, o incluimos em nosso mailling para receber noticias GMAD. Não substitui o cadastro solicitado pela loja no ato da compra.