Grupo GMAD
Você está em:
Loja Placavel
(45) 3218-2233

Blog Dicas

An adding machine or calculator with adding machine tape or paper and tax forms

Marceneiros podem emitir nota fiscal eletrônica?

Sabemos que a imagem de qualquer negócio é muito importante para definir o seu sucesso. Transparência, confiabilidade, segurança, organização e seriedade, são alguns dos quesitos que muitas pessoas procuram na hora escolher com quem irão fechar um negócio. E isto não é diferente no caso das marcenarias.

Um dos processos que conta como um ponto positivo para reforçar a imagem que seu negócio quer passar para os seus clientes é a sua formalização.

Mostrar para o seu cliente que sua empresa se preocupa em manter sua situação regularizada perante o Governo é um ponto chave que necessita de atenção.

Muitos donos de empresas de pequeno porte que estão começando suas atividades escolhem a opção de se tornarem Microempreendedores Individuais (MEIs).

Além de garantir alguns benefícios para a sua empresa e para os seus funcionários, após se tornar um MEI, a sua empresa poderá realizar a emissão de notas fiscais eletrônicas, um item cada vez mais solicitado pelos consumidores.

Quer saber mais sobre estas questões? Fique com a gente e leia o texto abaixo:

Leia também:

O que é o Microempreendedor Individual (MEI)?

É um modelo de empresa que faz parte de um programa do Governo Federal, criado para simplificar o processo de regulamentação dos profissionais autônomos e permitir a abertura de empresas de maneira mais fácil.

Quem pode ser MEI?

O pequeno empresário que tenha um faturamento de até R$81.000,00 por ano; que não participe como sócio, administrador ou titular de outra empresa; que contrate no máximo um empregado; e que exerça uma das atividades econômicas previstas pela regulamentação.

No seu caso como marceneiro, no momento da sua formalização, você poderá colocar como atividade principal a de “Marceneiro sob encomenda ou não” e escolher mais 15 atividades secundárias que tenham relação com as tarefas que você realiza na sua marcenaria.

Quais são os benefícios de ser um MEI?

Após a formalização do seu negócio, você contará com um número de CNPJ e terá direito a benefícios previdenciários, como aposentadoria por idade, auxílio-doença, salário-maternidade, entre outros.

Emissão de notas fiscais eletrônicas

Como você deve ter visto acima, ao se tornar um MEI, você receberá um número de CNPJ, requisito essencial para que você possa emitir notas fiscais eletrônicas sobre os serviços prestados pela sua marcenaria para os seus clientes.

Este é um documento que comprovará a transação entre você e o comprador, e garantirá a correta tributação sobre a venda dos produtos e serviços prestados pela sua marcenaria.

Portanto, se você quer que seu negócio comece a emitir notas fiscais eletrônicas, formalize sua empresa e obtenha um número de CNPJ. Após este processo, você deverá retirar sua inscrição municipal, que autorizará sua empresa a funcionar.

Abaixo listamos como o processo é feito em cada uma das capitais do país. Você encontrará o site para acesso que traz informações sobre a emissão de notas fiscais eletrônicas nas cidades e o órgão responsável pelo serviço.

Obs.: Os processos de emissão de notas fiscais eletrônicas não são padronizados em todas as cidades brasileiras. As divergências podem ocorrer desde os documentos solicitados pelo Governo, como onde os processos deverão ser realizados (pela internet ou presencialmente) e se há possibilidade do MEI emitir a nota fiscal eletrônica (em algumas cidades isto ainda não é possível, mas é possível a emissão de notas fiscais que não sejam eletrônicas, como por exemplo as impressas).

As capitais estão listadas em ordem alfabética:

marcenaria

Aracaju (SE)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria de Estado da Fazenda do Governo do Sergipe e o acesso pode ser feito aqui.

Belém (PA)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Departamento de Receitas Mobiliárias da Secretaria Municipal de Finanças da Prefeitura de Belém e o acesso pode ser feito aqui.

Belo Horizonte (MG)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Finanças da Prefeitura de Belo Horizonte e o acesso pode ser feito aqui.

Boa Vista (RR)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Economia, Planejamento e Finanças da Prefeitura de Boa Vista e o acesso pode ser feito aqui.

Brasília (DF)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria de Estado de Fazenda do Distrito Federal e o acesso pode ser feito aqui.

Campo Grande (MS)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Campo Grande e o acesso pode ser feito aqui.

Cuiabá (MT)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Cuiabá e o acesso pode ser feito aqui.

Curitiba (PR)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Curitiba e o acesso pode ser feito aqui.

Florianópolis (SC)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Florianópolis e o acesso pode ser feito aqui.

Fortaleza (CE)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal das Finanças da Prefeitura de Fortaleza e o acesso pode ser feito aqui.

Goiânia (GO)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Goiânia e o acesso pode ser feito aqui.

João Pessoa (PB)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de João Pessoa e o acesso pode ser feito aqui.

Macapá (AP)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Macapá e o acesso pode ser feito aqui.

Maceió (AL)

O sistema responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é o GissOnline e o acesso pode ser feito aqui.

Manaus (AM)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Finanças e Controle Interno da Prefeitura de Manaus e o acesso pode ser feito aqui.

Natal (RN)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Tributação da Prefeitura de Natal e o acesso pode ser feito aqui.

Palmas (TO)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria de Finanças da Prefeitura de Palmas e o acesso pode ser feito aqui.

Porto Alegre (RS)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal da Fazenda da Prefeitura de Porto Alegre e o acesso pode ser feito aqui.

Porto Velho (RO)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Fazenda da Prefeitura de Porto Velho e o acesso pode ser feito aqui.

Recife (PE)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Recife e o acesso pode ser feito aqui.

Rio Branco (AC)

O órgão responsável pela emissão notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Rio Branco e o acesso pode ser feito aqui.

Rio de Janeiro (RJ)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura do Rio de Janeiro e o acesso pode ser feito aqui.

Salvador (BA)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Salvador e o acesso pode ser feito aqui.

São Luís (MA)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Fazenda da Prefeitura de São Luís e o acesso pode ser feito aqui.

São Paulo (SP)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de São Paulo e o acesso pode ser feito aqui.

Teresina (PI)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Secretaria Municipal de Finanças da Prefeitura de Teresina e o acesso pode ser feito aqui.

Vitória (ES)

O órgão responsável pela emissão de notas fiscais eletrônicas é a Prefeitura de Vitória e o acesso pode ser feito aqui.

Se você ainda tiver dúvidas sobre o MEI clique aqui. E caso você continue com dúvidas sobre a emissão de notas fiscais eletrônicas entre em contato com a prefeitura da sua cidade. Você poderá também contratar um contador para realizar todo este processo para você.

Como você pode ver são diversos detalhes e processos que você deverá realizar para que sua marcenaria se formalize e para que possa emitir notas fiscais eletrônicas.

Como são processos que dependem de órgãos governamentais, eles podem levar um tempo. Portanto, informe-se e planeje-se! Com certeza este “investimento” trará bons frutos para a sua empresa.

Continue acessando os canais da GMAD para ficar por dentro de todos os assuntos!

FacebookInstagram e Canal do Youtube.

prepare-e-proteja-a-madeira-da-sua-marcenaria-com-produtos-sayerlack (2)

Prepare e proteja a madeira da sua marcenaria com produtos Sayerlack

Marceneiro que é marceneiro sabe que para entregar um móvel de boa qualidade e com um resultado que seja satisfatório para o cliente, alguns passos que devem ser realizados são indispensáveis.

O processo de preparação e acabamento da madeira ou MDF para a produção e montagem dos móveis requer tempo, atenção e dedicação, e ter produtos que auxiliem este trabalho torna tudo mais fácil.

A Sayerlack, líder no mercado de tintas e vernizes para madeira na América Latina, desenvolve produtos para tratar, proteger, realçar e embelezar este material.

Confira alguns destes produtos que vão te auxiliar na hora da produção dos móveis da sua marcenaria:

Diluente para limpeza

Se você estiver precisando de um diluente para limpeza, conheça o Thinner da Sayerlack. Ele é indicado para a diluição de produtos de secagem rápida como alguns vernizes e esmaltes sintéticos. Ao utiliza-lo, você poderá fazer a limpeza e a remoção de resíduos de peças, ferramentas e materiais.

Um detalhe muito importante: o thinner não deve ser utilizado em produtos a base dágua.

A sua embalagem está disponível em frascos de 900ml, 5L e 18L.

Leia também:

Seladora Nitro

Para o acabamento dos móveis produzidos pela sua marcenaria, como os armários para quartos, camas, cadeiras e portas, indica-se a utilização de uma seladora.

A Sayerlack desenvolveu a Seladora Nitro que possui uma boa cobertura dos poros da madeira, é de fácil aplicação e de secagem rápida. Seus móveis terão uma camada protetora, evitando que a madeira sofra a agressão de poeira, umidade e fungos.

Este produto precisa ser diluído com diluente nitro e sua aplicação pode ser feita com boneca ou pistola. Mas fique atento: esta seladora não deve ser utilizada em móveis que fiquem em ambientes externos, pois o contato com a umidade, chuvas ou sol pode provocar o desplacamento do produto.

A sua embalagem está disponível em frascos de 900ml, 3,6L e 18L.

marcenaria

Primer PU

Este produto foi desenvolvido para preparar superfícies de madeira que receberão acabamentos laqueados foscos, microtexturas ou texturizados. Por possuir alto teor de sólidos oferece uma ótima cobertura dos poros, é fácil de aplicar – utilize uma pistola para isto – e, ainda, seca rápido. Seu uso é indicado para móveis em geral de uso interno.

O tempo de secagem entre as demãos sem lixamento é de 40min, com lixamento é de três horas e a completa, de 24 horas. A sua embalagem está disponível em frascos de 3,6L e 20L.

Seladora Base D’Água

Este outro tipo de seladora já é indicado para móveis em geral, como armários embutidos, madeiras decorativas, lambris, entre outros. A sua aplicação é de uma maneira mais fácil, e você pode utilizar pincel, pistola ou boneca. A secagem completa do produto acontece em seis horas, e entre as demãos, em uma hora.

Produto diluído com água, durante sua secagem tem baixo odor, próprio para ser aplicado em ambientes com circulação de pessoas, como hospitais, escolas, shoppings e etc.

Sua embalagem está disponível em frascos de 900ml e de 3,6L.

Não esqueça de proteger a sua saúde e a de seus funcionários! O manuseio e a aplicação destes produtos devem ser realizados com o uso de equipamentos de segurança adequados, como óculos, máscaras e luvas.

marcenaria

Quer saber quais são os melhores produtos para você fazer a pintura da madeira? Clique aqui.

Carpenter tools on wood table background. Top view. Copy space.

Os maquinários que não podem faltar na sua marcenaria

Sabemos que abrir um negócio não é nada fácil, não é mesmo? São diversos detalhes que precisam ser pensados para que tudo ocorra do jeito certo e para que o seu novo empreendimento seja um sucesso!

No caso das marcenarias, um dos detalhes mais importantes que devem ser decididos é a escolha do maquinário para a realização do seu trabalho. Eles são essenciais para que você consiga desenvolver suas tarefas da melhor forma e para que obtenha mobiliários de boa qualidade.

Além disso, escolhendo-os corretamente, você conseguirá produzir móveis em grande quantidade, acelerando e aperfeiçoando os processos. Os bons resultados e a qualidade do trabalho desenvolvido resultarão em novos clientes e a possível expansão do seu negócio.

Quer saber quais os maquinários que não podem faltar na sua marcenaria? Fique aqui no Blog da GMAD e confira! Temos a resposta para você!

Maquinários de corte

Móveis com um corte perfeito são o sonho para qualquer marceneiro e, principalmente, para os clientes. Portanto, invista seu tempo escolhendo, entre as diversas opções, qual o melhor para ser utilizado no seu negócio. Confira as opções:

Esquadrejadeira de precisão

Esta é uma das máquinas que não pode faltar na marcenaria altamente exigente.  Composta por uma serra deslizante e uma prancha, ela corta todos os tipos de madeira e ainda faz um excelente  acabamento. O corte é feito a partir do molde escolhido pelo operador da máquina e permitie o corte em ângulo, necessidade típica de projetos mais exclusivos.

Esquadrejadeira Manual

Diferente da esquadrejadeira de precisão, essa máquina faz apenas cortes básicos. Porém, é um item essencial para uma marcenaria iniciante. Seria um 1º. Passo, pois facilita muito o trabalho do marceneiro ao realizar atividades básicas do dia a dia.

Seccionadoras Horizontais

Te dá mais volume

São indicadas para o corte de chapas com possibilidade de corte de até 4 chapas por vez. Elas estão dividas em três tipos: manual (uma boa opção para quem está começando e são mais baratas que as demais), a chapa é colocada em cima. A com empurrador (semiautomática e necessita da ajuda de um profissional para ajustar as medidas dos cortes) e a com pinça (rápidas, precisas e eficientes, e não necessitam de um profissional para o seu manuseio).

Temos ainda as seccionadoras verticais, para cortes rápidos, são uma excelente alternativa para quem não tem espaço na marcenaria. Cortam de chapa em chapa e são utilizadas para MDF e compensados, só exige que utilize diferentes lâminas para cada tipo de madeira.

Leia também:

Maquinários de colagem

Este é um grupo de maquinário muito interessante para garantir a eficiência na execução do serviço, sendo uma melhor opção do que o serviço realizado manualmente.

A colagem da fita de bordo é uma das etapas mais importantes dentro de um trabalho de marcenaria. Veja qual tipo se encaixa melhor para as suas atividades:

Coladeira de borda

São divididas em duas opções: manuais e automáticas.

As manuais necessitam de um operador, mas são capazes de agilizar muito o trabalho. Você deverá, somente no final, limpar o excesso de cola e o refilo.

Já as automáticas fazem todo o processo sozinhas, você deverá somente colocar e tirar a peça da máquina. Nesta opção, você poderá escolher grupos de trabalho da máquina, ou seja, partes da máquina que realizam etapas específicas do trabalho. Veja quais são elas:

Tupia de entrada

Retira uma fina camada de madeira do topo da peça para eliminar as imperfeições.

Coladeira

É responsável pela colagem de fita. Importante aqui você utilizar mais de um tipo de cola, garantindo a cola esteticamente adequada para cada tipo de padrão de mdf utilizado. Para tanto, compre coladeira com dois coleiros. Um para usar cola branca ou transparente e na outra cola escura, indicada para madeirados.

Destopador

Esta máquina retira o excesso de fita do topo da peça. Você pode encontrar no mercado a opção que retira, uma de cada vez, o excesso da parte da frente e de trás da peça (destopador simples), e a opção que realiza este processo simultaneamente (destopador duplo).

Refilador

Retira o excesso de fita da parte superior e inferior da peça.

Raspador

Retira o excesso de cola da parte superior.

Polidor

Para que a peça fique totalmente limpa, esta máquina executa o processo final com uma bucha de cerdas ou de tecido.

ebook-marcenarias-de-sucesso

Maquinário para acabamento

O acabamento é um processo essencial e muito importante para que o seu móvel tenha um ótimo resultado. Confira as opções:

Tupia de mesa

Irá lixar a superfície da madeira para deixa-la mais lisa ou criar texturas de acordo com o que foi planejado. Para isto, é possível escolher serras específicas para cada um dos efeitos desejados.

Fresa

É uma ferramenta de precisão que deve ser acoplada em uma furadeira ou uma parafusadeira. Elas são constituídas por dentes e gumes, e destinadas para reproduzir fendas, ranhuras, rebaixos, frestas, encaixes, bordas arredondas, e entre outros formatos.

Agora que você já sabe quais são os equipamentos necessários para abrir a sua marcenaria, clique aqui e descubra quais são os 4 modelos de carros indicados para a entrega de móveis.

6 modelos de estantes para você se inspirar

Com metragens cada vez menores nos novos mobiliários que estão saindo no mercado, é fundamental que você sugira ao seu cliente opções para otimizar os espaços. Além disso, você ganhará um ponto a mais se conseguir aliar a funcionalidade com um design moderno e sofisticado.

Um móvel que pode te auxiliar nestas questões é a estante! Uma solução prática para que o seu cliente possa colocar seus objetos de decoração ou até mesmo expor os livros e revistas que não são utilizados com tanta frequência.

Sua versatilidade possibilita a instalação nos mais diversos cômodos da casa, como salas, quartos e banheiros, e também em escritórios, e pode ser fabricada por diferentes materiais, como a madeira ou MDF, pallet, aço/ferro ou até mesmo vidro.

Está precisando de ideias para se inspirar? Então não deixe de ler o texto abaixo!

Nichos fixados na parede ou no chão

marcenaria

Este tipo de estante é uma tendência para os novos apartamentos.

A estrutura de cada nicho é feita em MDF e no formato quadrado. O atrativo aqui é que seus módulos podem ser de diferentes tamanhos e colocados em mais quantidades e em diferentes posições, e podem ser pregados na parede ou diretamente no chão. Uma boa opção para a colocação de livros e objetos de decoração mais pequenos, e ainda pode ser utilizado como um móvel para dividir ambientes.

Uma outra possibilidade é a produção dos nichos em formato de “favo de mel” (hexagonal) e montados um em cima do outro. Uma alternativa de estante que pode ser colocada em um canto do cômodo sem muito espaço.

Reprodução dos móveis de farmácias antigas

marcenaria

Feita de madeira, esta é uma reprodução dos antigos móveis utilizados nas farmácias.

Com a parte superior feita de prateleiras de madeira e fechada com portas de vidro transparente, e a parte de baixo com gavetas e armários, esta é uma opção diferente para dar um toque antigo ao ambiente.

Seu cliente poderá guardar itens de coleção na parte superior, deixando-os a amostra para que possam ser vistos, e utilizar a parte de baixo para guardar demais objetos. Uma combinação de armário com estantes e prateleiras, e de quebra um toque antigo e tradicional ao local.

Estante em formato de brinquedos

marcenaria

Quem tem criança em casa sabe que leva um segundo para a casa estar tomada de brinquedos e livros, não é mesmo?

Este modelo de estante é inspirado nas casas de bonecas e sua estrutura e prateleiras são feitas em MDF. Este móvel pode ser colocado no quarto de uma criança, deixando o ambiente ainda mais amigável e combinando com os demais elementos do cômodo.

Este é somente um exemplo, você pode criar estantes em outros formatos de objetos que são do gosto dos pequenos.

Estrutura de concreto e prateleiras de madeira escura

marcenaria

Um toque industrial combinado com a sofisticação de uma madeira de cor mais escura. É assim que podemos definir esta nova possibilidade para uma estante.

Sem um formato mais moderno e diferenciado como os outros modelos, este móvel tem sua parte externa no estilo de “concreto batido” e seu interior é formado por prateleiras e pequenos módulos de armários ou gavetas, produzidos em madeira. Uma boa opção para o cliente que quer um móvel de formato tradicional, mas que ao mesmo tempo quer um pouco de modernidade.

Estante de metal com prateleiras de madeira

marcenaria

Seu cliente quer dar um toque diferente aos tradicionais móveis de escritório? Então aposte nesta opção de estante.

Este modelo é uma combinação de u ma estrutura de metal com prateleiras de madeira com maior durabilidade. Ideal para colocação de materiais de escritório e objetos mais pesados.

Estante de ferro com prateleiras vidro

marcenaria

Modernidade. É assim que podemos caracterizar este modelo de estante.

A sua sustentação é em ferro antigo e as prateleiras são feitas de vidro transparente, dando a impressão de que os objetos apoiados na base de vidro espelhado estão “flutuando”. Uma boa opção de mobiliário que pode ser combinado com outros móveis mais modernos. A mistura do antigo com o novo é sempre algo que cai bem!

E aí, gostou destes modelos? São algumas opções que podem te inspirar quando seu cliente pedir algo diferente para o ambiente que será planejado. É sempre importante atender os pedidos e trazer algo diferente! Com certeza você colherá bons frutos com o seu trabalho.

Quer saber quais são os produtos ideais para pintar madeira? Clique aqui.

o-que-posso-fazer-para-reduzir-custos-da-minha-marcenaria-gmad

O que posso fazer para reduzir os custos da minha marcenaria?

Você começou a perceber que por mais que você trabalhe muito, o seu retorno ainda não é satisfatório para manter todos os custos do seu negócio? Que tal analisar como andam os gastos da sua marcenaria e encontrar formas para reduzi-los?

Sabemos que manter um negócio “em pé” nos tempos de crise não é nada fácil. Mas pequenas mudanças podem ser realizadas na sua empresa para que você tenha mais ganho do que despesas. E quando falamos em “pequenas mudanças” nos referimos à pequenos hábitos e vícios de rotina que podem ser mudados no dia a dia.

No post abaixo, temos cinco ações que você pode adotar para diminuir os custos da sua marcenaria. Confira:

“Olhe” para a sua empresa

A primeira coisa que você deve fazer é organizar em uma planilha – ou em qualquer outro sistema de gestão financeira – todos os gastos da sua marcenaria. Matéria-prima, funcionários, gasolina, consumo de energia e água, e até o cafezinho da sua equipe devem constar neste levantamento. A partir disso, você poderá analisar a sua marcenaria como um todo e decidir quais itens podem passar por um processo de redução de gastos.

Reveja como você entrega seus móveis

Na sua marcenaria, é você mesmo que vai até os locais para entregar os móveis dos seus clientes? Você já pensou que, às vezes, pode estar deixando de produzir ou pensar em soluções para o seu negócio enquanto está fora do trabalho? Então reveja este processo.

Faça orçamentos com empresas de logística e frete e veja se o seu gasto com gasolina e com o tempo fora da empresa não é maior do que contratar uma empresa terceirizada. Além disso, o gasto para entrega pode ser acrescido no valor final do projeto do seu cliente. Mas, cuidado: só pense nesta opção se você tiver a certeza de que isto não irá espantar os antigos e novos clientes da sua marcenaria.

Leia também:

Analise suas contas

Com a correria do dia a dia não paramos para analisar com calma algumas coisas que fazemos no automático, não é mesmo? Pagar contas é uma delas. Dedique um tempo para ver como estão os seus gastos com luz e água e outros itens consumidos na sua marcenaria, como o café e alimentos.

Vamos te dar alguns exemplos de como você pode reduzir os gastos com a sua conta de luz:

  1. troque as lâmpadas incandescentes pelas de LED ou fluorescentes, elas consomem menos energia;
  2. não esqueça de desligar os monitores de tv e de computadores, e outros aparelhos eletrônicos enquanto eles não estiverem sendo utilizados.

marcenaria

Mantenha a manutenção em dia das suas máquinas

Você pode até pensar que esta não é uma forma para diminuir os gastos na sua marcenaria. Mas estamos aqui para dizer que: sim, ela é – ainda mais pensando a longo prazo!

Realizar uma manutenção constante das suas ferramentas de trabalho e maquinários utilizados na produção dos móveis é algo muito importante. Isto evita que eles estraguem de uma hora para outra e que você fique sem produzir. Além disso, o gasto que você terá para realizar as manutenções periódicas poderá ser ainda menor do que a despesa caso uma máquina quebre ou que não tenha conserto e você precise comprar outra, por exemplo.

Garanta que nada impeça a produção constante na sua marcenaria!

Leia também:

Mantenha sua equipe informada

De nada adianta somente você aplicar estas mudanças na sua marcenaria e seus funcionários continuarem com os mesmos hábitos de sempre. Portanto, converse com eles e explique a situação. Repasse as ações que você adotar para reduzir custos e peça para que eles te auxiliem. Com certeza o resultado será melhor!

Você deve ter percebido que estas são pequenas ações que podem ser realizadas no dia a dia, e nada impede que você também pense em outras possibilidades. Analise seus processos e reveja tudo o que você faz na sua marcenaria, com certeza você irá encontrar novas formas de reduzir custos no seu negócio.

Quer saber mais? Veja agora como aumentar a eficiência nas suas vendas.

Baby bed for a young teenager in a ship style with a lifeline and nautical décor. Modern interior of a child's room in a nautical theme. 3D render.

Praticidade e design moderno: conheça o Sistema Deslizante SDS 800 Slow da FGVTN

Com metragens compactas e espaços cada vez menores, os imóveis mais novos que estão sendo disponibilizados no mercado requerem um toque a mais de criatividade e planejamento.

Com certeza o seu cliente já tem algo em mente para o local desejado e você deve conseguir aliar isto ao melhor aproveitamento de espaço.

Uma das soluções encontradas é a utilização de armários com portas de correr. Uma opção extremamente prática, muito utilizada para criar ambientes modernos e funcionais, sem a perda de espaço.

Alguns exemplos de móveis que utilizam as portas de correr são: armários ou móveis inferiores, médios ou superiores, closets ou até mesmo para separar ambientes, como divisórias.

E para fazer com que as portas de correr funcionem da melhor maneira, as tradicionais dobradiças e puxadores estão sendo trocadas pelos sistemas deslizantes. Mas, de nada adianta a praticidade sem produtos de qualidade, não é mesmo?

E é neste cenário que a FGVTN entra cena! A nova criação é o Sistema Deslizante SDS 800 Slow. Quer conhecer todas as suas funcionalidades? Então fique com a gente e leia o texto abaixo:

Leia também:

Utilização

Ele é indicado para armários de grande porte e uma excelente opção para projetos especiais. Sua utilização pode ser em armários com diversas dimensões, suportando uma carga de até 80kg em cada porta.

O sistema está disponível para armários de duas ou três portas (neste caso deve ser instalado com amortecedor central).

Segurança

Para garantir a segurança tanto para você, no momento da montagem, como para o seu cliente, na hora da utilização, o SDS 800 apresenta um sistema de antidescarrilamento no deslizador superior.

Além disso, no momento que o seu cliente abrir ou fechar o armário ele não terá o problema com as portas de correr muito rápidas e que batem ao serem utilizadas. O sistema possui um exclusivo amortecedor central que permite que a porta abra e amorteça nos dois sentidos para a versão de três portas.

Diferenciais

Durante o processo de montagem é possível regular a distância entre as portas, com espessuras entre 16 e 46mm. O deslizador superior da porta externa possui ainda uma regulagem que permite uma folga mínima entre as portas, independente da espessura do MDF utilizado.

Características técnicas

marcenaria

Descrição:

Sistema para portas sobrepostas, composta por deslizadores superiores e inferiores com rolamentos. O modelo para três portas permite abertura da porta central para os dois lados.

Materiais utilizados:

Peças em alumínio, rolamentos blindados e trilhos em alumínio.

Acabamento:

Pintura epoxi pó e zinco eletrolítico.

Fixação:

Parafusos cabeça chata PHS 4×16.

Observações:

É disponibilizado completo para instalação, com kit de montagem e manual de instruções.

Hoje em dia, trazer a funcionalidade para os projetos é um diferencial. Além de facilitar o seu trabalho e o da sua equipe de marcenaria, você torna a vida do seu cliente muito mais fácil e, consequentemente, a satisfação pelo trabalho realizado será ainda maior.

Agora que você já viu como as portas de correr podem ser utilizadas e como os sistemas deslizantes são uma boa solução, que tal conhecer móveis multifuncionais que vão te inspirar para os próximos projetos? Clique aqui e confira!

marcenaria

foto1

Decoração para a Copa do Mundo

A Copa do Mundo 2018 já começou e você ainda não sabe como fazer a decoração?
Existem ideias incríveis que podem deixar sua casa super estilosa para os dias de
jogos. Itens feitos em madeira que mudam o visual de um jeito simples e diferente e
ainda deixam sua casa personalizada para este período tão esperado.
O verde-amarelo sempre mexe com nossas emoções, afinal amamos este “brasilsão de
meu Deus”! Por isso mesmo separamos algumas ideias em madeira para você se
inspirar e se divertir muito.

O Brasil tem diversos jogos pela frente e estamos torcendo e acreditando no Hexa.
Então corre que ainda dá tempo!

Leia também:

Banquinhos com as cores da bandeira

decoracao copa do mundo gmad

odiaig

Quando a gente chama os amigos e familiares para assistir o jogo na nossa casa, na
maioria das vezes, não tem lugar suficiente para todos sentarem. Esta dica vem muito
a calhar. Banquinhos de madeira customizados de um jeito muito fácil. Nesta ideia
você vai precisar de tinta e almofadas feitas de tricô, mas claro que você pode deixá-lo
mais básico e apenas colorir com as cores da bandeira. Prático e funcional! E olha só, a
madeira é um material reaproveitável e depois você pode mudar as cores e espalhar
os banquinhos pela casa, até mesmo como mesinhas de canto.

Porta copos para o braço do sofá

decoracao copa do mundo gmad
mercadolivre

Este porta-copos feito em madeira é lindo demais e nem vai precisar guardá-lo no
final do campeonato. Ele pode continuar sendo utilizado, porque é cheio de
personalidade. Quem não precisa de um apoio para copos no sofá enquanto assiste
TV? Todo mundo, não é? Então caso você ainda não tenha um porta-copos de
madeira corre comprar logo dois, um verde e um amarelo, para apoiar sua bebida na
hora do jogo.

Tábua de frios e petiscos


Mercadolivre

Na hora do “comes e bebes” uma linda tábua de frios feita de madeira dá um charme
especial à decoração da sua casa para o Mundial 2018. Você pode escolher em vários
tamanhos e tonalidades de madeira, o importante é colocar petiscos nas cores da
bandeira como nesta sugestão, com amendoins coloridos. Não esqueça do queijo para
dar um toque a mais de sabor. As tábuas de frios são sempre uma excelente opção
para reuniões de amigos e dias comemorativos.

Colher de pau customizada

decoracao copa do mundo gmad
Elo7

Simples demais, e tão chique! Duas colheres de madeira decoradas com as cores
verde e amarela. Não requer prática e nem habilidade. Você vai concordar comigo que
além de compor a decoração para a Copa do Mundo este item vai ser muito utilizado
em sua cozinha quando o Mundial acabar.

Painel decorativo

decoracao copa do mundo gmad
Elo7

Que tal decorar um painel em madeira com bandeirinhas, bexigas verdes e amarelas,
flâmulas e o que mais você imaginar com o tema da Copa do Mundo? Olha que
bacana esta ideia com as cinco estrelas que representam o pentacampeonato. Fica
lindo e você pode colocar atrás da mesa dos petiscos e bebidas. Ah… e na mesa procure
colocar detalhes em verde-amarelo, como toalha, jogo-americano, guardanapos e
canudos.
Enfim, você pode por sua criatividade em ação e encontrar vários itens em madeira
que poderão fazer uma decoração incrível para a festa que está para começar, afinal
a gente espera quatro anos para ver o Brasil jogar. Queremos que você entre no clima
do Mundial e abuse das cores que representam nossa linda bandeira. E por isso, pode
incluir o azul e o branco.
E aí? O que achou das dicas de decoração em madeira? Tem muita coisa legal para
você se inspirar, não é? Então deixe seu comentário.

ebook-guia-mkt

Fonte: Habitissimo

Professional woodworker in protective goggles making wooden parts for custom furniture on machine tool. Workman working at thickness planer machine in carpentry. Producing lumber on own small sawmill

Limpeza ágil e eficiente com o Limpador 140 para coleiro da Afix

A rotina em uma marcenaria pode ser, por muitas vezes, muito agitada e repleta de tarefas que precisam ser realizadas para o seu bom funcionamento. E, em meio a tudo isso, sabemos que é muito importante que todas as ferramentas e máquinas utilizadas pelo marceneiro estejam funcionando muito bem, certo?

Um dos processos que garante este bom funcionamento é a limpeza correta de todos os maquinários do seu negócio. E sabemos que esta não é uma tarefa fácil e nem muito rápida, não é mesmo?

Foi pensando em facilitar o dia a dia dos marceneiros que a Afix lançou o Limpador 140 para coleiro. Ele tem o intuito de tornar o processo de limpeza dos maquinários de coladeiras de borda mais fácil, ágil e eficiente.

Confira no texto abaixo todos seus diferenciais e como utilizá-lo:

Sobre o produto

marcenaria

O Limpador 140 para coleiro foi desenvolvido exclusivamente para a limpeza de reservatórios de cola em maquinários de aplicação de colas granuladas (hot melt). Mas apostamos que você já pensou: “ah, mais um produto no mercado que deve ser forte e fazer mal para a minha saúde”. E estamos aqui para dizer: fique tranquilo!

O grande diferencial deste produto da Afix é ser biodegradável, ou seja, não prejudica a saúde do aplicador. Além disso, ele não contém solventes clorados, é isento de Benzeno, Tolueno, Xileno e Fenol, e não é corrosivo.

Ele está disponível na embalagem de 1 litro, ideal para limpeza completa dos reservatórios de cola. E para facilitar ainda mais a limpeza, gerando um resultado muito mais satisfatório, o Limpador 140 pode ser utilizado no reservatório ainda quente.

Leia também:

Seus benefícios

Além de uma limpeza muito mais eficiente, simples e rápida do coleiro, esta inovação da Afix elimina incrustações e carbonização, mesmo aquelas muito aderentes. Possibilita também uma melhor performance e durabilidade do maquinário de sua marcenaria.

Por ser biodegradável, seu descarte é muito fácil. Mas caso você queira reutilizar o produto, também é possível! Após a utilização para a limpeza do coleiro, espere o produto voltar à temperatura ambiente, remova os resíduos sólidos e o reutilize na próxima limpeza.

Leia também:

Como utilizar

Confira o passo a passo de como utilizar o Limpador 140 para coleiro:

  1. Esvazie ao máximo o coleiro;
  2. Despeje o produto no coleiro até o nível da cola;
  3. Eleve a temperatura para 150°C;
  4. Deixe agindo por duas horas;
  5. Auxilie a limpeza de incrustações que possam estar aderentes com uma espátula de madeira para não estragar a superfície;
  6. Desligue o maquinário e remova o produto utilizando uma purga no reservatório ou uma caneca.

A utilização do maquinário pode ser feita imediatamente após este processo.

Recomenda-se a limpeza de três em três meses, ok? Desta forma você irá garantir um melhor desempenho do adesivo e da máquina.

O que você achou desta inovação da Afix? Agora, a limpeza do seu coleiro será muito mais fácil e rápida!

Quer ver como esta limpeza é feita na prática? Então não deixe de assistir ao vídeo produzido pela GMAD. O instrutor de marcenaria, Carlos Aliatti, realiza o passo a passo de uma limpeza de um coleiro de uma coladeira de borda.

Handle fuel nozzle to refuel. Vehicle fueling facility.

Entenda por que a população brasileira ficou sem combustível nas últimas semanas

Se perguntarem para pessoas em diferentes cidades brasileiras qual foi o assunto mais falado durante os últimos dias, temos a certeza de que a resposta de todos será a mesma: a paralisação dos caminhoneiros nas estradas do Brasil.

“Será que teremos ônibus hoje?”, “você pode me dar uma carona?”, “o posto de combustível perto da sua casa também está sem gasolina e etanol?”, “você sabe onde posso comprar frutas e legumes para o almoço de hoje?”, “o gás do meu fogão acabou, e agora?”. Sem dúvidas, você deve ter ouvido ou até mesmo feito algumas destas perguntas para colegas, amigos ou familiares, não é mesmo? Estas foram algumas das consequências da greve dos caminhoneiros que durou 10 dias no Brasil.

Abaixo, você irá entender por que os caminhoneiros iniciaram a paralisação e se informar sobre os principais acontecimentos durante estes dias.

marcenaria

O início

No dia 21 de maio, os caminhoneiros iniciaram a paralisação, interrompendo o trânsito em rodovias, total ou parcialmente, em mais de 20 estados brasileiros. Esta ação foi realizada por conta do aumento do preço do óleo diesel, combustível utilizado nos caminhões. A frequência dos ajustes estava ocorrendo diariamente. De acordo com a Petrobrás, a justificativa para os aumentos estava associada ao aumento do dólar e do petróleo no mercado internacional.

No dia 18, sexta-feira anterior ao início da greve, a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) protocolou um ofício na Presidência da República e na Casa Civil cobrando “medidas efetivas do Governo diante do aumento constante das refinarias e dos impostos que recaem sobre o óleo diesel”.

Caso o governo não reduzisse a zero a carga tributária sobre o diesel, os caminhoneiros fariam uma greve por tempo indeterminado, a partir de segunda-feira. A resposta dada por representantes do Governo foi de que estavam sendo discutidas formas para a redução dos impostos.

O meio

Os dias que se seguiram após o início da greve foram marcados pela falta de produtos que pararam de chegar em diversos locais de todo o Brasil.

Aulas em universidades e em escolas públicas e privadas foram suspensas, as comidas nas prateleiras nos mercados começaram a diminuir, a frota de transporte público em algumas cidades começou a ser reduzida, alguns voos nos aeroportos foram cancelados, e a falta de combustível e o aumento exorbitante nos preços dos postos começaram a ser percebidos pela população.

Durante este período, o governo e parte dos representantes da categoria conversaram para chegar a um acordo, mas muitos caminhoneiros não concordaram e continuaram a paralisação. Além disso, militares foram acionados pelo presidente do Brasil, Michel Temer, para desbloquear as rodovias.

A medida foi tomada para o que abastecimento de transportes de saúde e de segurança, como ambulâncias e viaturas de polícia, nos estados fosse realizado.

Leia também:

O “fim”

No sétimo dia de paralisação, a Abcam decide assinar um acordo com o Governo para encerrar as paralisações dos caminhoneiros. O acordo garantiu a redução de R$0,46 no preço do diesel nas bombas dos postos de combustível de todo o Brasil, até o final do ano. Mesmo após a assinatura, alguns caminhoneiros ainda continuaram bloqueando rodovias.

As Forças Armadas e a Polícia Federal atuaram para desmobilizar alguns dos manifestantes que ainda se encontravam nas estradas. Nos postos de combustível, o abastecimento começou a se normalizar.

Outras reivindicações que foram atendidas no acordo entre o Governo e a Abcam: congelamento dos preços do diesel por 60 dias; após os 60 dias, os reajustes no valor acontecerão a cada 30 dias, o que permitirá certa previsibilidade do transportador para cobrança do valor do frete; extinção da cobrança de pedágio por eixo suspenso em rodovias federais, estaduais e municipais; tabela mínima de frete; e determinação para que 30% dos fretes da Conab sejam feitos por caminhoneiros autônomos.

Acesse o Blog da GMAD e continue informado sobre assuntos de marcenaria, variedades, eventos e curiosidades.

Fontes: Abcam, BBC Brasil e G1.

3D illustration. Modern interior of the living room with a gray sofa

3 maneiras de arredondar cantos pequenos

Apesar da popularidade de móveis com linhas retas, que ganharam espaço na decoração nos últimos anos, engana-se quem pensa que peças com acabamentos arredondados caíram e desuso. Esse detalhe agrega um estilo clássico à decoração e está entre os preferidos das pessoas com crianças, pois é mais seguro e evita que os pequenos se machuquem.

Mas como arredondar os cantos pequenos e as quinas? Bem, há algumas formas de conseguir esse efeito. Quer saber quais são? Acompanhe o texto até o final!

1.Com serra de fita

Se você utilizar uma serra, evite a tico-tico, pois esse equipamento gera certa dificuldade para o corte arredondado. No lugar dela, opte pela serra de fita, que tem capacidade de realizar cortes irregulares, em círculos ou ondulações.

Para conquistar o efeito desejado, faça corte a quina da peça em um ângulo de 45 graus. Em seguida, utilize uma lixadeira para para arredondar os bicos remanescentes. Se você não tiver esse equipamento, pode usar uma lixa comum. Cole-a a um pedaço residual de madeira para facilitar o trabalho.

Fazendo isso, você elimina os cantos do móvel e proporciona um acabamento arredondado, mais tradicional mas não menos belo. Lembre-se sempre de lixar no esquadro, pois se estiver fora dele você terá problemas ao filetar a peça, uma vez que a fita será direcionada para o lado errado.

2. Com grosa, lixadeira e disco flap

Se a ideia é deixar toda a borda da mesa arredondada, você pode utilizar essas três ferramentas. Com um disco flap de grão 80, faça um chanfro em toda a borda. Não se esqueça de fazer uma marcação nas duas superfícies (topo e lateral) — cerca de 5mm é o suficiente.

Uma vez que o armário esteja chanfrado, faça o arredondamento com a grosa. Para que fique o mais uniforme possível, nunca ultrapasse o risco de marcação com a disco flap, pois a linha vai orientá-lo na etapa da grosa.

Finalize o acabamento com uma lixa grão 150.

Leia também:

3. Com tupia e fresa

Para quem tem a tupia, essa é a maneira mais fácil de arredondar cantos. Em primeiro lugar, escolha a fresa para arredondamento e a regule na profundidade desejada. Você verá que a tupia possui uma flecha indicando a direção que você deve seguir com o equipamento. ele possui um rolamento limitador que garante a profundidade escolhida.

Encoste a tupia na superfície e a deslise no sentido indicado pela seta. Você pode repetir o procedimento quantas vezes forem necessárias para atingir o efeito desejado, sendo recomendado ao menos três. Se preferir, você pode finalizar o acabamento com a lixa.

A vantagem da tupia com fresa é que você pode incluir detalhes, como frisos, na parte curvada.

Como você pode perceber, independente do tamanho da sua marcenaria e do tipo de máquinas que você tem, é possível arredondar cantos pequenos e bordas dos móveis. Basta escolher a técnica mais adequada para as ferramentas que você tem em mãos.

Mas faça isso de forma segura! Se você não sabe como, leia nosso post sobre os equipamentos de segurança essenciais para marcenaria.


Conheça um de nossos e-books gratuitos e saiba mais sobre como construir um quadro de funcionários  engajados:

marcenaria

gmad-aplicativo-marcenaria

GMAD e Duratex lançam aplicativo para marcenaria

Soluções simples que facilitar o fechamento de uma venda: esse é o aplicativo Projeta GMAD Duratex. Com possibilidade de desenhar um móvel na hora, e na sequência já obter o plano de corte,  a ferramenta permite ao marceneiro apresentar um pré-projeto e uma prévia do orçamento, numa primeira visita ao seu potencial cliente. Muito profissional, não?

Hoje em dia, é cada vez mais comum termos em nossos aparelhos serviços e ferramentas que tornem a nossa rotina mais leve e fácil. Foi pensando nisso que o Projeta GMAD Duratex foi criado.  Ele não substitui um projeto em 3D obviamente e nem tem esse propósito. Ele nasce para atuar como ferramenta para o marceneiro nesse primeiro momento com o cliente. Isso porque você conta com um pré-projeto, plano de corte, ou ainda, simulação dos padrões Duratex no móvel, na mão, na hora.

Quer conhecer as funcionalidades do aplicativo? Leia o texto abaixo ou acesse o vídeo https://www.youtube.com/watch?v=iK_-8th4oC4

 

Projete

Escolha o ambiente que deseja projetar – quarto, sala, cozinha ou banheiro – e defina as características do seu móvel: estilo, metragens e materiais que serão utilizados. Nos materiais, poderá simular os padrões Duratex, facilitando a escolha. O resultado será um projeto em 2D e o seu pré-orçamento poderá ser enviado por e-mail ou whatsapp. E o melhor de tudo: ainda na casa do cliente e instantaneamente!

Além disso, é possível salvar todos os projetos que você desenvolver para, posteriormente, consultar, alterar ou reaproveitar.

Plano de Corte para marcenaria

Essa função ajuda a reduzir os gastos, ao otimizar o aproveitamento da chapa no momento do corte, o que já ajuda com um orçamento prévio. Basta acessar o app e clicar em Plano de Corte. Em Especificações, você define o padrão da chapa (as da Duratex têm 1840 x 2750 mm), a espessura da serra e a distância da borda.

Na sequência, você determina quantas Peças serão necessárias para produzir o móvel e as medidas de cada uma. Como o sistema foi definido para respeitar o veio de cada padrão, assim que as quantidades e medidas de cada peça são introduzidas o app fornece o Resultado, informando quantas chapas deverão ser usadas no projeto e as possíveis sobras.

Leia também:

Inspire-se

Seu cliente perguntou sobre alguma cor ou material que será utilizado no projeto? No aplicativo, você poderá consultar os catálogos de produtos Duratex, assim como uma galeria de fotos com ambientes, estilos e produtos para se inspirar na hora de desenvolver o seu projeto.

marcenaria-gmad

Mais perto de você

Ao acessar o aplicativo, você encontrará as lojas da GMAD mais próximas de você e todos os canais de atendimento. Tudo para facilitar a concepção e o desenvolvimento do que você estiver produzindo!

Ficou interessado? Acesse o Google Play ou a App Store no seu dispositivo móvel, digite no campo de busca “Projeta GMAD” e faça o download do aplicativo. Ele é gratuito!

Em breve no nosso canal no YouTube falaremos mais sobre esse lançamento, com a Tatá Gonçalves. Clique aqui para conhecer mais vídeos do nosso canal.

Man varnishing a wooden frame hands close up with DIY tools on a work table

Restauração de móveis: um mercado a ser explorado pela marcenaria

Muito além da sua função utilitária, os móveis compõem decoração das residências e, muitas vezes, fazem parte da história das famílias. Nesses casos, eles possuem um valor sentimental tão grande que, mesmo quando não se encontram mais em perfeito estado, as pessoas não querem se desfazer deles. E você, como marceneiro, tem uma oportunidade de negócios aqui: a restauração de móveis. Continue a leitura e saiba mais sobre esse mercado.

O que é e para que serve a restauração de móveis?

Essa atividade pode ser definida como o conjunto de técnicas aplicadas para garantir a continuidade temporal de uma peça. Em outras palavras, a restauração faz com que o móvel possa ser usado novamente, seja apenas com finalidades estéticas ou funcionais.

Ela pode valorizar financeira uma peça antiga, e para isso o marceneiro restaura apenas o material com que o item foi feito originalmente. Isso evita a falsificação histórica e garante que os vestígios de outras décadas não sejam apagados. Mas a restauração de móveis também pode ser utilizada para adaptar um item clássico ao uso cotidiano. Para isso, aplicam-se texturas, pátina, decapê ou a peça ganha outra função, como um aparador que vira cuba do lavabo, por exemplo.

E apesar de a indústria moveleira lançar tendências todos os anos, a restauração representa uma economia para o cliente, atrai os adeptos da sustentabilidade — visto que a reutilização de materiais diminui impactos ambientais — e possibilita projetos exclusivos e de valor sentimental.

Leia também:

Este mercado está aquecido?

Sim, e os motivos são vários. De acordo com o Sebrae, um móvel restaurado custa para o cliente, em média, 30% menos do que um novo. Somado a isso, as dificuldades da vida moderna, como trânsito e violência, transformaram o lar em ponto de encontro para os amigos. Assim, a casa passou a ser um local de entretenimento, e a decoração deixa de ser algo secundário para ganhar destaque.

Com isso, o setor atrai pessoas que querem economizar na decoração sem deixar de lado a estética dos ambientes.

A falta de mão-de-obra também faz desse mercado uma grande oportunidade a ser explorada. Por demandar paciência e muita habilidade para manusear materiais com muito tempo de uso, poucas são as pessoas capacitadas para uma tarefa praticamente artesanal. Não bastasse isso, poucos são os cursos profissionalizantes oferecidos no Brasil.

A demanda de trabalho aliada à escassez de de profissionais traz uma grande oportunidade de negócio para marceneiros, que já possuem a habilidade de trabalhar com a madeira. Portanto oferecer o serviço de restauração de móveis pode ser uma forma de deixar sua marcenaria mais competitiva.

Leia também:

Como é a estrutura de uma oficina de restauração de móveis?

A estrutura ideal assemelha-se a de uma marcenaria, sendo importante ter uma

recepção, um showroom, a área de produção e um almoxarifado. O quadro de funcionários também é parecido, a única diferença é que, para a atividade, você vai precisar do apoio de um restaurador e de um ajudante de restauro.

Para as ferramentas, serão necessárias:

  • formão;
  • plaina;
  • escápulas;
  • bisturi cirúrgico;
  • máquina lixadeira;
  • máquina de costura com transporte;
  • bancada;
  • compressor de ar;
  • grampeador pneumático.

marcenaria

Com um mercado cada vez mais competitivo, sair na frente da concorrência é fundamental para qualquer empresa. Uma marcenaria que oferece o serviço de restauração de móveis, além de se destacar dos demais, vai atrair e fidelizar clientes que buscam um trabalho específico e difícil de encontrar.

E por falar em móveis antigos, descubra agora a diferença entre vintage e retrô!

Leia também

Aguarde...

Infomad GMAD

Ao preencher esse cadastro, o incluimos em nosso mailling para receber noticias GMAD. Não substitui o cadastro solicitado pela loja no ato da compra.