Grupo GMAD
Você está em:
Loja Ponto do Marceneiro
(48) 3357-7001

Blog Dicas

praticas-de-gestao-de-negocios-podem-transformar-um-time-de-futebol-gmad

Práticas de gestão de negócios podem transformar um time de futebol?

Há muito vemos o mundo corporativo encharcar-se de inspiração ao contratar palestras de profissionais do esporte a fim de extrair lições que possam sacudir as práticas de gestão e liderança. E o contrário? Vale?

O Jocelito Canto e Paulo Balancin, gestores do Clube, acreditaram nisso ao vislumbrar num dos empresários da sua comunidade um perfil pragmático, comprometido e orientado para resultados. Algo que parecia faltar no mundo do futebol, principalmente no Operário Ferroviário Futebol Clube, time da cidade de Ponta Grossa/PR.

Paulo comenta “Muita gente com boa vontade envolveu-se com o time e tentou mantê-lo para o orgulho da cidade. Muita paixão, poucos resultados”.

E foi em 2014, cara a cara com a possibilidade de dissolução desse time, que convidaram o empresário José Álvaro Goes Filho para essa empreitada: empresário bem sucedido, fundador do grupo líder de mercado GMAD, conhecedor de futebol e com excelente reputação. Com certa insistência o convenceram, muito porque já nutria uma vontade de retribuir à cidade tudo que ela já o havia dado.

Uma aposta que deu certo

Com uma ascensão meteórica, todos os envolvidos são unânimes em atribuir ao líder – e seu entendimento de que o Operário, sua estrutura e equipe deveriam trabalhar como um negócio – o sucesso desse time que em 4 anos alcançou resultados inimagináveis, até para a dupla Jocelito e Paulo. Jocelito, por exemplo, apresentador e radialista, sonhava em ver o time nos trilhos, tocado por gente de confiança e da cidade.E foram muito além.

Paulo comenta que com uma estratégia desenhada num planejamento de 3 anos, o primeiro passo foi reunir pessoas com crenças comuns em torno de uma mesma causa: levantar o Operário e dar esse orgulho para a cidade com um projeto ambicioso e liderados por alguém chancelado por sua história, negócios e credibilidade. Alianças. Alianças de pessoas orientadas para resultados criveis e com alta capacidade de trabalho.

Projetaram cenários, a estrutura de custo, levantaram necessidades a fim de garantir um controle sobre o fluxo financeiro, avaliaram equipe, separando o joio do trigo e estabeleceram onde queriam chegar, como e com quem. A partir dai distribuíram tarefas, reuniam-se semanalmente para os ajustes e dedicaram-se diariamente, acumulando funções com seus outros negócios.

Simples? De jeito nenhum. Salários baixos, pagamentos atrasados, sem um calendário para segurar os atletas e um centro de treinamento sem manutenção: total instabilidade. Primordial contar com financiadores até que os resultados viessem.

E assim, o grupo gestor arregaçou a manga, usando de suas relações para levantar patrocínios, entre outros apoios. Muitas ações de marketing foram direcionadas para a campanha sócio-torcedor também, que até aquele momento não havia vingado na história do clube. Zero sócio-torcedores, para os 6.000 atuais.

O início da mudança

Aqui o jogador e capitão do time pode nos ajudar a entender como esse fluxo financeiro foi fundamental.

Wellington Francisco da silva Souza, conhecido pela torcida como Chicão, foi atraído para essa equipe dada a nova gestão. “Aceitei o convite e cheguei 3 meses depois que a nova diretoria estava formada, em dezembro de 2014, porque me asseguraram que a gestão seria tal como uma empresa, até porque eram empresários sérios que haviam assumido o Clube. “isso pode ser transformador. E assim, fui mais um entre várias pessoas que acreditou e mergulhou para as mudanças”, reforça Chicão.

Um calendário além do estadual, num contrato mais longo e estável, permite ao jogador desempenhar com exclusividade a função.  Garantia de que o salário será pago e em dia, também traz tranquilidade, o que reflete na performance. “Eu vim por isso, mas fiquei ainda mais surpreso no dia a dia quando essa gestão ficou clara no senso de cooperação que se semeou, por meio de uma política muito transparente e inclusiva. Primeira coisa: todo mundo é igual e exerce papel importante nesse projeto. De repente, não havia espaço para disputas, egos e individualismo. Jogador não é melhor do que quem nos serve na cozinha do clube. E com todos partilhando o mesmo objetivo, foi possível formar uma equipe, alimentada regularmente por informações e impulsionada pela forma humanizada e transparente com que éramos tratados”, finaliza.

As mudanças

Confira os resultados dessa liderança do Jose Alvaro Goes e sua equipe:

Em 4 anos De Para
Posição Operário Serie D sem títulos Serie B com titulo Paranaense
Engajamento De 0 socio torcedor Para 6.000 sócio torcedores
Calendário Participação somente no estadual Calendário Anual
Finanças A ponto de fechar Proximo do ponto de equilíbrio
Fonte de receitas Empresários próximos Sócio torcedor, patrocínios de grandes empresas como Arauco, GMAD, Sicredi, Proadec, FGV, Ljão do Keima, Mercado Moveis, Alegra, Pontarollo, Makita e Madero
Gestão Paixão por futebol Como empresa
Marca Um dos times mais antigos Referência pela trajetória e gestão profissional
Midia Apoio local Exposição nacional
Base de jogadores Sem Em formação pela Lei de incentivo ao esporte
Estrutura Sem manutenção Simples e adequada às necessidades
Gestão de pessoas Não havia Valorização da equipe e do papel de cada um
Relação com jogadores Distante e instável Próxima e de confiança
Relação com comunidade Descaso Motivo de orgulho
Relação com patrocinadores Forçada pela amizade Retorno do investimento
Gestão de crise Imediatista/buscando culpados Visão de londo prazo e confiança no potencial
Clima Pessimista Otimista

Um voto de confiança

Relação de confiança foi a base para atrair o técnico Gerson Gusmão para essa empreitada. “Eu já havia trabalhado no clube como auxiliar e também já havia sido convidado para técnico, mas foi quando percebi a visão de longo prazo do Álvaro, seu otimismo e fé no projeto, é que aceitei me juntar a eles. Sabia da fama do Álvaro em ser um empresário de sucesso, mas um tanto centralizador… Obviamente tive que apostar na construção dessa relação de confiança. Ele se envolve em tudo mesmo, desde a contratação, renovação, salários, até na resolução de problemas dos jogadores. Mas isso ocorre de um jeito bom, com muita escuta, respeito, confiança e assim, tenho espaço para mostrar as consequências de toda e qualquer mexida no time. Nos asseguramos sempre de um olhar para o conjunto, comprometido com a soma e combinação entre talentos, o que é raro no futebol brasileiro”.

“Muitas vezes fomos testados, até porque futebol é muito mais complexo do que a dinâmica de uma empresa: você pode fazer tudo certo e o resultado não vir. Mesmo assim, não fui trocado na primeira crise. Isso gerou em mim e toda a equipe, ainda mais confiança e compromisso para que o resultado venha”.

“Além de tudo isso, acho que o fato do líder viver nosso dia a dia, mudou tudo. Já viu um presidente que acompanha de perto os jogos? Na arquibancada? E que atende pessoalmente os jogadores? Ainda mais com a agenda lotada dele devido aos seus tantos negócios? Sabe tudo o que está acontecendo, conhece o potencial de cada um, Sabe quem tirar, quem manter, como fazer, como influenciar… vive o negócio”.

Ambiente adequado, integridade, relações de confiança, senso de cooperação, objetivo comum, fé e muita capacidade de trabalho resumem a receita desse sucesso do Operário. Receita essa que bem caracteriza a trajetória GMAD nos últimos 29 anos. E demonstra também o compromisso e paixão que transcende os negócios e alcançam todo o entorno.

 

Leia também

praticas-de-gestao-de-negocios-podem-transformar-um-time-de-futebol-gmad

Práticas de gestão de negócios podem transformar um time de futebol?

Há muito vemos o mundo corporativo encharcar-se de inspiração ao contratar palestras de profissionais do esporte a fim de extrair lições que possam sacudir as práticas de gestão e liderança. E o contrário? Vale? O Jocelito Canto e Paulo Balancin, gestores do Clube, acreditaram nisso ao vislumbrar num dos empresários da sua comunidade um perfil pragmático, comprometido e orientado para resultados. […]

Aguarde...

Infomad GMAD

Ao preencher esse cadastro, o incluimos em nosso mailling para receber notícias GMAD. Não substitui cadastro solicitado pela loja no ato da compra.