Blog Dicas

tecnicas-de-negociacao-com-clientes-4-dicas-para-a-sua-marcenaria

Quantos clientes sua marcenaria precisa ter?

É óbvio que você sabe que sem clientes nenhuma marcenaria sobrevive. Afinal, é deles que vem seu faturamento. Mas para que as contas da sua empresa fiquem equilibradas e para que os custos não superem as receitas, é preciso haver um fluxo contínuo de novos projetos, e isso varia entre cada empreendimento.

Mas você sabe como calcular quantos clientes são necessários para que seu negócio seja lucrativo? A verdade é que não há uma fórmula para determinar essa quantidade. No entanto, é possível chegar a uma resposta: basta fazer o balanço patrimonial da sua marcenaria.

Não se preocupe se você nunca ouviu falar no termo! Neste post, explicaremos o que é essa análise e como fazê-la. Acompanhe!

O que é balanço patrimonial?

Ele nada mais é do que um levantamento sobre os ativos e os passivos da marcenaria, ou seja, do dinheiro que entra e sai do caixa. Realizado periodicamente, ele mostra a situação econômica da empresa em um determinado intervalo de tempo.

Normalmente, a análise é registrada em um documento contábil para que seja feita o acompanhamento de toda movimentação financeira do negócio. Portanto, fazê-lo é extremamente importante para saber a situação real da marcenaria, evitando surpresas desagradáveis, corrigindo erros e traçando metas.

Além disso, para conceder financiamentos e empréstimos, muitos bancos e instituições do gênero exigem o balanço patrimonial para avaliar a saúde financeira do solicitante.

Quais os componentes do balanço patrimonial?

Ele é formado por 3 elementos:

  • ativos;
  • passivos;
  • patrimônio líquido.

Os ativos incluem os bens, os direitos e as aplicações que podem ser convertidos em dinheiro. Nesta categoria podemos incluir as contas a receber, estoques, despesas pré-pagas, terrenos, equipamentos e veículos.

Como você pode deduzir, os passivos são todas as contas, custos e obrigações da empresa que precisam ser pagos para que esta continue funcionando. Podemos citar débitos a pagar, juros sobre dinheiro emprestado, despesas contratuais e hipotecas.

Já o patrimônio líquido é a diferença entre os ativos e os passivos. Ou seja, é o capital que a sua marcenaria tem disponível em caixa. Logo, é imprescindível que ele seja positivo.

Como posso fazê-lo?

Fazer o balanço patrimonial não é tão complicado quanto parece. Basta seguir este passo a passo:

1. Determine o período

Comece estipulando um intervalo de tempo para fazer as análises. Normalmente, o balanço patrimonial costuma ser anual ou a cada 6 meses. Esses períodos maiores fornecem dados mais sólidos, visto que é normal haver oscilação, ou seja, meses bons e meses ruins.

2. Faça o levantamento dos ativos

Chegou a hora de colocar a mão na massa! Para isso, analise o total de dinheiro que você tem em caixa, independente dos valores a serem recebidos ou pagos. Em seguida, separe todas as contas que você tem a receber. Mas cheque todas elas! Não vá deixar de lado aquelas com prazos de vencimento mais longos. Depois, some-as. Assim, você chegará ao valor de parte dos ativos.

Feito isto, faça uma contagem minuciosa de tudo o que você tem em estoque e some todos os valores. Separar os produtos por categoria pode facilitar. Coloque, por exemplo, todos os painéis juntos e faça o mesmo com fitas de borda, ferramentas, produtos como colas e vernizes etc.

Não se esqueça dos veículos, pois eles também devem entrar nessa matemática. Levante o preço de cada um e, mais uma vez, some.

Com os números parciais em mãos, só resta somá-los todos. Você chegará ao valor referente aos seus ativos.

3. Calcule os passivos

Nesta fase você irá descobrir o total de suas despesas. O procedimento é o mesmo usado para calcular os passivos. Você terá que somar tudo o que deve ser pago aos fornecedores. Em seguida, faça o mesmo com os valores dos salários de seus funcionários (não se esqueça dos montadores e profissionais temporários).

Finalize fazendo o levantamento de todas as contas da empresa: água, luz, telefone, internet, combustível, aluguel, hipoteca, juros de empréstimos. Tudo! Até mesmo aquele cafezinho que fica disponível para os colaboradores.

Fez todo o levantamento? Então some todos os valores e você saberá quanto que sua empresa gasta.

4. Descubra seu patrimônio líquido

Fez as etapas acima? Então faça a seguinte conta: patrimônio líquido = ativos – passivos.

Pronto! Você tem em mãos o valor real que sua marcenaria tem em caixa, ou seja, o lucro da empresa.

Como ele me ajuda a definir quantos clientes preciso?

Bom, uma vez que você tem esses dados em mãos, você poderá fazer uma avaliação realista da sua marcenaria. Se seu patrimônio líquido der negativo, é sinal de que sua empresa está no prejuízo. Se for positivo, você obtém lucros.

Assim, você pode determinar se seu fluxo de clientes é o suficiente para manter as contas equilibradas ou se é preciso prospectar novos consumidores. Além disso, esse levantamento pode ajudar você a fazer um planejamento de médio e longo prazo, com metas a bater para expandir seu negócio.

Para não se esquecer de nenhum item, baixe esta planilha! Ela contém tudo o que você precisa incluir na sua análise, além de um exemplo prático de um balanço patrimonial.

Aguarde...

Newsletter da GMAD

Fique atualizado com as newsletters da GMAD.