Blog Dicas

10 dicas de Organização Financeira na Marcenaria

Uma boa administração financeira é o primeiro passo para que qualquer negócio tenha êxito. Porém, essa tarefa que parece descomplicada, não é tão simples assim como aponta uma pesquisa realizada com MEI’s, em 2018, pelo SEBRAE.

O levantamento destacou diversos pontos que demonstram alguns erros comuns na organização financeira. De acordo com o estudo, 50% dos entrevistados fazem seu controle financeiro no papel; enquanto 51% não fazem nem o registro da retirada do pró-labore porque tiram aos poucos – a partir de suas demandas; além disso, 50% dos entrevistados alegaram ser pegos de surpreso na hora de pagar as contas.

A pesquisa também apresenta dados sobre vendas e fluxo de caixa, indicando que 4 em cada 10 entrevistados fazem vendas fiado; outros 34% não costumam acompanhar o saldo em caixa e fazem isso apenas uma vez ao mês; e 36% disseram ainda não estarem satisfeitos com o resultado financeiro do seu negócio. Um dado que também chama atenção é que 77% dos entrevistados revelaram que nunca fizeram curso na área de administração financeira.

Então, se você se identificou com algumas dessas respostas é hora de mudar isso. Para te ajudar nessa tarefa, selecionamos 10 Dicas de Organização Financeira para sua Marcenaria!

Confira!

1) Mude seu pensamento

Você pode mais com a organização financeira! Para isso, comece mudando pensamentos diários, seja a maneira como você enxerga o dinheiro ou mesmo trabalhando algumas crenças que podem te atrapalhar.

Exemplos para transformar seus pensamentos:

MUDE: ‘Não preciso me organizar, já tenho tudo na cabeça e sei como funciona’.

PARA: ‘A organização vai ajudar aumentar meu lucro ainda mais’.

MUDE: ‘Ganhar dinheiro é difícil, tem que batalhar muito’.

PARA: ‘O dinheiro é consequência da minha organização e do trabalho que gosto fazer’.

2) Precifique de forma justa

É imprescindível para o seu negócio precificar de forma justa seus serviços, isso demonstra que você deseja lucrar e ter sucesso, mas principalmente valoriza seu trabalho. Não basta apenas calcular os gastos com o valor da matéria prima (MDF, parafusos, tintas, ferramentas, etc.) e jogar em cima 100% ou 200%, é necessário calcular um valor final competitivo.

Para isso, tenha uma planilha para registrar tudo que envolve seus custos para o orçamento solicitado, isso envolve matéria-prima, frete, embalagens, transporte, impostos e as horas de trabalho. Isso lhe ajuda a ganhar tempo e rapidez no atendimento ao cliente, pois já sabe como chegar ao valor final.

Faça também uma pesquisa de mercado, veja quanto os concorrentes estão cobrando, pois além de se manter informado, assim não irá desvalorizar todo o segmento.

Cuidado para não se queimar no mercado, hoje em dia o cliente está mais antenado e pesquisa bastante. Portanto, esteja preparado para defender as matérias-primas utilizadas e seu próprio serviço. Você pode cobrar mais que os outros, desde que assegure a qualidade e que entregará mais também.

3) Controle

O chamado fluxo de caixa é uma ferramenta que irá te ajudar a acompanhar suas finanças e te dará um panorama geral de como andam seus negócios.

Você pode criar um relatório e anotar todos os pagamentos (compras) e todos os recebimentos (vendas). Isso é simples e rápido, mas te ajudará a ter um controle maior do seu negócio.

Lembre-se, não confie apenas na sua cabeça, acreditando que sabe tudo o que acontece no teu negócio, pois isso poderá acarretar em falhas.

4) Mantenha um capital de giro

Tenha uma reserva nas contas da sua marcenaria. Vá construindo aos poucos, em cada projeto, deixe, por exemplo, R$ 200 para esse capital.

Assim, com o passar do tempo, você terá o famoso capital de giro, tão importante para: não ficar na mão com qualquer atraso do cliente; aproveitar ofertas com preço à vista na compra de matéria-prima; e absorver alguma despesa de última hora.

Planejamento é tudo! Ter um capital de giro próprio é ter um fôlego.

5) Definição de metas

Traçar metas é indispensável para alcançar seus objetivos, para isso:

  • Jogue no papel quais são seus objetivos e cole em lugar que possa ver todos os dias.
  • Seja realista e verdadeiro ao definir suas metas, desta forma, não desistirá na metade do caminho.
  • Divida estas metas em três partes começando pela mais fácil:

a) Desejo adquirir num curto prazo (de 3 a 6 meses) um kit de parafusadeira + chave de impacto no valor +-R$ 1.500,00.

b) Desejo aumentar minha receita em médio prazo (de 06 a 12 meses) de 03 projetos para 05 projetos.

c) Desejo comprar ao longo prazo (de 12 a 24 meses) uma máquina de última geração no valor de R$ 20.000,00.

6) Planejamento

Com metas já definidas, agora é hora de colocar no papel tudo o que é necessário para alcançá-las. Uma boa forma é fazer essas 5 perguntas. 

Exemplo:

  • O que vou fazer? Divulgar minha marcenaria no Instagram.
  • Por que vou fazer? Aumentar em duas vezes o número de ligações para cotar projetos com minha marcenaria.
  • Para quem vou fazer? Para o público da minha cidade e região metropolitana.
  • Quando vou fazer? Entre julho e outubro 2020.
  • Quanto irá custar? Vou separar R$ 400 mensalmente em impulsionamento no Instagram para alcançar meu público.

7) Atenção ao comprar materiais

Para ter controle real de todos os produtos estocados em sua marcenaria, siga algumas dicas:

  • Anote em uma planilha ou caderno tudo que comprou e tudo que tem dentro de sua marcenaria, desde uma pequena caixa de pregos e parafusos até uma chapa.
  • Atualize sempre, de acordo com sua produção, tanto o que usou quanto comprou.
  •  Sempre que entrar em um novo projeto, verifique o que tem em estoque e compre tudo que precisa para aquele projeto. Pode parecer mais seguro fazer a compra conforme andamento do projeto, mas não é. Sempre pode retardar tua produção e tomar ainda mais do seu tempo.

8) Separe contas pessoais e profissionais

Organize suas contas, separando as finanças pessoais das empresariais.

  • Tenha em mente que existem duas pessoas, você é uma pessoa física e a empresa uma pessoa jurídica, mesmo que ela ainda se apresente com um CPF.
  • Defina um pró-labore fixo e uma data para retirada, ele é a remuneração do seu trabalho.
  • O valor da pró-labore deve estar de acordo com a realidade de seu negócio.
  • O pró-labore deve andar lado a lado com as metas do negócio.
  • Replaneje seus gastos pessoais.

9) Formalize suas negociações

Ter um contrato para formalizar seu trabalho, além de deixar seu negócio mais respeitável, ainda preserva e organiza a entrega para o cliente.

O contrato deve conter alguns itens, como: detalhamento do serviço; prazos; valores e forma de pagamento; e garantias.

Por fim, é recomendado formalizar a entrega do serviço. Esse documento servirá para que o cliente confirme que recebeu seu mobiliário em perfeitas condições e conforme o solicitado, ou seja, o marceneiro precisar ter uma minuta de entrega assinada pelo cliente.

10) Valorize o cliente  

Valorizar o cliente em todo processo de venda é essencial, desde o fechamento do negócio, passando pela entrega até a montagem dos móveis.

Pois, mesmo depois que tudo estiver certo, ligue para o cliente para saber se está realmente tudo bem e se disponibilize para o que necessitar, nem que seja para trocar um parafuso. Isso com certeza reforça seu compromisso com ele, afinal cumprir prazos, ser transparente e confiável será a sua melhor propaganda.

Leia também