Blog Dicas

Como conseguir linhas de crédito para marcenaria?

Para investir em novos equipamentos e modernizar sua marcenaria, as linhas de crédito são uma excelente opção, sendo inclusive essenciais para momentos de desafios econômicos.

A Gmad, entendendo o atual cenário e visando auxiliar na saúde financeira da sua marcenaria, encontrou algumas dicas e informações para você ter acesso as linhas de crédito.

Opções de linhas de crédito

Para marcenarias de pequeno e médio porte, existem dois tipos de linha crédito disponíveis.

Uma delas é o Crédito Emergencial (PRONAMPE), um programa de crédito do governo federal, para micro, pequenas e até médias empresas. Vale ressaltar que o acesso a esse tipo de crédito é bem restrito.

Outro, já mais conhecido, é o crédito bancário, que se trata de linhas de crédito oferecidas por bancos privados e pelo BNDES, sendo esse último o que apresenta mais crédito disponível.

No entanto, para ter acesso a esses créditos, é necessário ficar atento em alguns detalhes. Vamos a eles!

Identifique a real necessidade de crédito

Antes de buscar uma linha de crédito, priorize o que é mais importante para o seu negócio, então opte pelo financiamento de máquinas, equipamentos e busque recursos próprios para capital de giro. Isso porque o financiamento de investimentos fixos apresenta prazos e limites maiores, custos menores e garantias facilitadas.

Documentação regularizada

Uma marcenaria com uma boa organização financeira, normalmente já conta com uma documentação regularizada, neste caso é ainda mais importante. Por isso, tenha todas as certidões negativas da empresa, pagamento de impostos em dia, últimos balanços e demonstrações de fluxo de caixa e contrato social atualizado.

Vale destacar que, o CPF do proprietário e/ou dos sócios também deve estar ‘em dia’, uma dica é se inscrever no Serasa Experian para verificar a nota de crédito que lhe é atribuída.

Garantias a serem oferecidas

Apesar de existir alguns fundos garantidores (como o FAMPE – Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas), é comum que as instituições financeiras exijam garantias complementares. Portanto, é importante mapear os documentos dos bens que serão dados como garantia às instituições financeiras.

Análise de taxas e linhas de crédito

Outra dica relevante é realizar uma análise comparativa de taxas de juros, carência e prazos ofertados por bancos e agência. Para isso, estude todos os custos e as formas de pagamento do empréstimo, para não comprometer seu fluxo de caixa e ter surpresas lá na frente.

Veja alternativas além dos créditos bancários:

– Empresas Simples de Crédito (ESC);

– Sociedades de Crédito Direto (SCD);

– Sociedades de Crédito ao Microempreendedor e à Empresa de Pequeno Porte (SCMEPP);

– Financiamento coletivo (Crowdfunding) ou investidores anjos.

Máquina de cartão de crédito

A utilização de máquinas de cartão de crédito são uma ótima opção também, pois possibilitam a antecipação dos valores a serem recebidos e ajudam no capital de giro, sendo uma das principais linhas de crédito para marcenaria.

Gostou do post? Leia também https://gmad.com.br/blog/10-dicas-organizacao-financeira-da-marcenaria/

Informações:  Formobile

Leia também