Blog Dicas

Como escolher o melhor sistema de junção?

Produzir um móvel requer diversos detalhes e uma etapa fundamental é a escolha de qual sistema de junção será utilizado. Esse processo é o responsável por unir, dar forma e funcionalidade ao mobiliário planejado.

Mas, antes de tudo, é preciso compreender todas as possibilidades que cada sistema oferece, bem como as necessidades de cada aspecto de fixação e montagem, para aí sim fazer a melhor escolha.

Entre as principais opções disponíveis no mercado, podemos destacar o parafuso, a cola e o prego. Diante disso, qual escolher? A Gmad traz as diferenças entre eles para te ajudar nessa tarefa!

 

Parafusos

Podendo ser encontrados em diversos modelos, os parafusos variam conforme a situação de uso e também de acordo com os materiais. Eles servem para realizar tanto a união das peças que continuarão permanentemente fixas, quanto para fixar aquelas que serão desmontadas.

Eles podem ser usados diretamente na fabricação do móvel ou apenas fazerem parte de um componente que será instalado. Além disso, hoje existem alguns parafusos especiais para junção em materiais específicos, como MDP (Medium Density Particleboard) e o MDF (Medium Density Fiberboard).

blog2

Cola

Outra opção de junção bastante recomendada é a cola. Porém, esse sistema tem a função de unir permanentemente as peças. As principais colas para essa finalidade são a cola PVA, cola de contato e cola instantânea.

É importante escolher colas recomendadas para madeiras e também ficar atento as informações sobre duração, resistência, efeitos estéticos e condições de uso do produto.

blog4

Prego

O prego também serve como sistema de junção, o qual é indicado para uma fixação permanente. Seu uso é mais comum para fabricação seriada, ou seja, para a montagem de peças, normalmente, é empregado no fundo de gavetas e armários. Para outros fins, os demais sistemas são melhores.

blog3

Seja temporário ou permanente, a questão é que o mesmo móvel pode demandar os dois tipos de sistema de junção. Por isso, é essencial escolher o tipo certo e de acordo com a função que o mobiliário exige.

Gostou da dica? Então, confira outro conteúdo Gmad:  https://gmad.com.br/blog/fique-por-dentro/3-plataformas-digitais-para-fazer-moveis/

 

*Fonte: Digital Formóbile

Leia também

Aguarde...

INFOMAD GMAD

Ao preencher esse cadastro, o incluimos em nosso mailling para receber noticias da GMAD. Não substitui o cadastro na loja para realizar compras.