Grupo GMAD
Você está em:
Loja Madcompen
(42) 3220-6600

Blog Dicas

Saindo-da-caixa-como-explorar-o-mercado-de-móveis-para-motor-home-e-trailers

Saindo da caixa: Como explorar o mercado de móveis para motor home e trailers

Os trailers e motor homes são veículos ainda pouco comuns no Brasil – especialmente em comparação com países como os Estados Unidos, por exemplo, onde a cultura de viajar pelo país nessas casas sobre rodas é forte. Mesmo assim, o público interessado neles vem crescendo – e entender um pouco mais desse nicho de mercado pode fazer com que as portas da sua empresa se abram para esses novos clientes.

Em primeiro lugar, como o próprio nome indica, esses veículos são basicamente casas sobre rodas – e casas precisam, é claro, de móveis. Nesse caso específico, porém, tudo precisa ser muito bem pensado. Os móveis precisam ser todos sob medida, leves e multifuncionais.

Como criar móveis para motor home e trailers

É claro que o projeto dos móveis e ambientes é algo que faz parte do dia a dia de qualquer marcenaria. Mas nesse caso, isso é ainda mais importante. Como o espaço nesses veículos é bastante reduzido, absolutamente tudo precisa ser planejado previamente para que o ambiente seja funcional. Além disso, quanto mais móveis forem multifuncionais, melhor. Uma cama, por exemplo, pode virar um sofá, uma mesa dobrável pode ficar escondida dentro de um armário.

Leia também:

Pense no armazenamento

marcenaria

Como qualquer ambiente com espaço reduzido, é importante que os móveis sejam projetados de forma a otimizar os espaços de armazenamento. Os bancos, por exemplo, podem ter interior oco; a cama pode ser projetada para abrigar gavetas ou divisórias na parte debaixo; os armários podem ter divisórias customizáveis para que o próprio cliente escolha como organizar seu espaço interno.

Além disso, como complemento, há também acessórios que podem facilitar a vida dentro de um veículo como esse – cabides mais finos (especialmente os de veludo, que não deixam as peças escorregarem) ou múltiplos.

Pense também nas necessidades específicas para cada um dos cômodos, para que se mantenham sempre organizados. A cozinha deve ter armários adequados para receber ingredientes (nicho para pequenos potes de tempero, por exemplo), e uma tábua para cortar alimentos que se encaixe exatamente na cuba da pia também é uma boa para ganhar espaço. O banheiro deve ter espaço adequado para produtos de higiene, como shampoo e condicionador.

marcenaria

Necessidades específicas

Na etapa do planejamento, pergunte também ao seu cliente quais são os hábitos dele com relação ao motor home – para onde gosta de viajar e o que gosta de fazer. Para uma pessoa que gosta muito de cozinhar ao ar livre, um local para armazenar uma grelha e uma pequena mesa dobrável com banquetas pode ser muito útil.

Para quem pretende ficar muito tempo na estrada, um varal ou local para pendurar roupas (como uma corda com ganchos) na parte externa também pode vir a calhar. Já para quem busca um veículo ainda mais autossuficiente, também é possível instalar placas de captação de energia solar no teto.

E, se você pretende, além de criar móveis para espaços diferentes, também começar a restaurar espaços e peças já prontos, aqui damos algumas dicas sobre o assunto.

como-fazer-parcerias-pode-aumentar-suas-vendas

Como fazer parcerias pode aumentar suas vendas

Todo empresário e comerciante está em busca de formas para aumentar suas vendas, conquistar mais clientes e abranger novos públicos, certo? Pois uma das formas de fazer isso é também buscando formas criativas de fazer parcerias com gente que já está presente no dia a dia do negócio. No caso das marcenarias, você pode pensar em parcerias com arquitetos, fornecedores, paisagistas e outras pessoas ligadas ao ramo como forma de divulgar seu trabalho e expandir seu leque de clientes.

Seja qual for a parceria que você vai propor – ou para qual segmento/profissional do setor – é sempre importante pensar que ela precisa ser vantajosa para ambos os lados, não apenas para você. E que quanto mais frutos gerar, mais duradoura será. Além disso, também é essencial deixar claro quais serão as responsabilidades de cada parte no acordo, o que seu parceiro fará e quais são suas contrapartidas.

Parcerias com fornecedores

As parcerias podem funcionar de diversas maneiras e qual estilo vai funcionar melhor para você depende do estilo do seu negócio e seus clientes. Entre as mais comuns, estão parcerias com fornecedores. Você pode entrar em contato com aqueles de quem é mais próximo e propor algumas ações. Pode ser um desconto em determinado produto, por exemplo – o fornecedor oferece um desconto, você acrescenta mais um percentual e consegue chegar a um preço menor para o cliente final.

Vocês também podem bolar eventos ou ações promocionais que podem tanto ser realizados na própria marcenaria ou outro local. A pauta pode ser a divulgação de um lançamento do seu fornecedor para clientes em potencial ou arquitetos parceiros com objetivo de fechar negócios para o futuro. Ou durante o próprio evento, com alguma condição especial acordada por vocês.

Leia também:

Parcerias com arquitetos e outros profissionais da área

A dupla marceneiro e arquiteto costuma funcionar muito bem. Então, sempre que puder, faça contatos e trabalhe em parceria com esses profissionais, que podem te trazer muitos novos clientes. Mais do que o contato ocasional e indicação mútua no dia a dia, você também oferecer seu espaço para reunir seus clientes, o arquiteto e os clientes dele.

Nesse caso, ele pode divulgar seus serviços e dar uma consultoria básica, enquanto você pode mostrar na prática algumas das ideias. Você pode ainda oferecer algum percentual sobre as vendas que tiveram participação direta dos arquitetos com os quais trabalha.

O mesmo tipo de parceria pode funcionar muito bem com outros profissionais ligados ao setor – como paisagistas, decoradores, lojas de decoração, plantas ou objetos para casa e até universidades e cursos profissionalizantes. Esse tipo de acordo pode envolver programas de fidelidade para os clientes finais, descontos por indicação, venda em consignação das suas pessoas ou até divulgação mútua nos espaços comerciais, boca a boca ou online. O céu é o limite e tudo depende da sua criatividade para encontrar opções que funcionem para conseguir mais clientes e vender mais.

Lembre-se sempre da regra de ouro de propor algo que seja vantajoso para ambos e deixe bem clara sua contrapartida, para que não haja frustração posterior. Se preferir, crie também um documento por escrito que vai conter as regras e acordos firmados entre as partes – e que será assinado por ambos também. Isso pode dar mais segurança tanto para você quanto para seu parceiro, além de dar também mais credibilidade à parceria.

E agora que você já está planejando suas parcerias futuras, saiba também porque é importante fidelizar os clientes.

 

como-usar-o-instagram-para-alavancar-suas-vendas

Como usar o Instagram para alavancar suas vendas

Com 50 milhões de usuários ativos mensais no Instagram, o Brasil hoje é o segundo país que mais utiliza o aplicativo de compartilhamento de fotos no mundo. E segundo o próprio Instagram, que divulgou os dados, os números seguem crescendo – no mundo, cerca de um bilhão de pessoas têm suas contas por lá. E não há dúvidas de que há muito tempo o aplicativo deixou de ser apenas uma rede social para se transformar em uma ferramenta de trabalho. E ela pode te ajudar muito a alavancar suas vendas e chegar a novos clientes.

Como usar melhor o Instagram nos negócios?

Para começar, existem alguns preceitos básicos que podem ajudar caso você decida usar seu Instagram para negócios. Como essa é uma rede social essencialmente visual, preze sempre pela qualidade das imagens. Prefira sempre fotos claras e objetivas – e, claro, seja assíduo. É importante que sua conta seja atualizada pelo menos algumas vezes por semana, assim como os comentários e perguntas também devem ser respondidos.

Além disso, aproveite para alterar sua conta de pessoal para comercial – é possível fazer isso na aba de configurações. Assim, você terá acesso a dados exclusivos disponíveis apenas para as empresas. Você conseguirá descobrir de onde são seus seguidores, quais os dias e horários em que eles mais acessam o aplicativo e qual tipo de conteúdo mais gostam. Assim, você pode ir adequando seu conteúdo de forma a atingir públicos cada vez maiores.

Leia também

Feed x Stories

O Instagram conta com dois tipos principais de publicações – as do feed, ou seja, que ficam na sua timeline, e os stories (aquelas bolinhas que ficam na parte superior da tela). Aos poucos, vendo o retorno do seu público para suas postagens, você pode analisar o que funciona melhor na sua conta. Mas em geral, as fotos mais bonitas (de um projeto acabado) ou então um antes/depois impressionante (de uma reforma ou restauro, por exemplo) são tipos de conteúdos que funcionam muito bem no feed.

Já os stories, que são fotos ou pequenos vídeos de 15 segundos, podem ser a área ideal para mostrar aos seus seguidores como funciona seu processo de trabalho.

Lembre-se se também que os recursos de interatividade fornecidos pelo próprio Instagram são ótimos para engajar seus seguidores – faça enquetes, inclua a caixa de dúvidas ou até gifs divertidos se for o seu estilo. O aplicativo tem muitos recursos disponíveis e, aos poucos, é possível ir descobrindo e utilizando todos que fizerem sentido para você.

Apesar de sumirem em 24 horas, você pode selecionar os stories que quer que fiquem sempre disponíveis no seu perfil e criar um ‘destaque’ – são as bolinhas que ficam abaixo da descrição de uma conta, antes do início do feed.

Dica extra

Alguns aplicativos ou ferramentas já permitem agendamento de posts tanto no feed quanto nos stories. Para empresas, eles podem ser uma ótima opção, pois é possível utilizá-los também no computador, o que facilita na hora de responder mensagens e comentários. Os dois mais famosos atualmente são Postgrain (apenas para computador) e o Later (computador e aplicativo de celular).

Leia também:

Venda online pelo Instagram

O Instagram também tem disponível um recurso voltado para quem quer vender seus produtos online diretamente pelo aplicativo. Essa funcionalidade ainda não é das mais simples, mas pode ser uma boa para ampliar seu leque de clientes. Em primeiro lugar, sua conta no Instagram precisa ser, obrigatoriamente, comercial. Além disso, você precisa ter também uma página do seu negócio no Facebook (mais informações aqui).

Na sua página do Facebook, você vai precisar configurar um catálogo online – isso pode ser feito pela aba ‘Loja’ da sua fanpage. Por lá, é possível adicionar as fotos e informações dos produtos que você deseja vender. Assim que esses produtos forem aprovados pela plataforma, você consegue linkar os produtos à venda na sua loja do Facebook nas postagens do Instagram – contanto que as duas páginas estejam conectadas. Um exemplo de passo a passo completo de como configurar a loja pode ser encontrado aqui.

Se você chegou até aqui e pretende usar as redes sociais como uma ferramenta de trabalho para sua marcenaria, aqui você encontra mais cinco dicas.

como-harmonizar-cores-e-moveis-no-ambiente

Como harmonizar cores nos móveis e no ambiente

Que os tons neutros são mais versáteis – e até mais fáceis de combinar – em um projeto ou ambiente, todo mundo sabe. Mas adicionar uma cor, ou até muitas delas, pode ser um jeito fácil de dar mais vida a um cômodo.

Afinal, as cores influenciam no humor das pessoas e interferem até mesmo na sensação de espaço. Elas podem fazer com que um ambiente pareça maior ou menor só de acordo com os tons escolhidos para móveis e paredes, por exemplo.

No caso de ambientes pequenos, a aposta mais certeira é nos tons mais suaves – ou então deixar as cores vibrantes apenas para pequenos detalhes. Já para espaços maiores, aí os tons mais fortes estão liberados mesmo em peças maiores de mobiliário, decoração ou mesmo nas paredes.

Circulo cromático

marcenaria

Uma das formas mais simples e conhecidas de fazer combinações de cores é usando o círculo cromático (ou roda de cores, como também é chamado). Basicamente, o circulo cromático é uma representação simplificada das cores que o olho humano enxerga – em geral, ele é dividido em 12 ou 24 fatias e vários subtons.

Há várias formas de combinar cores usando essa ferramenta – todas muito simples. Inclusive, vale salvar a imagem no celular para consultar quando surgir uma dúvida. As combinações que mais funcionam são as seguintes:

Complementares

São as cores que ficam de lados opostos da roda, como vermelho e verde, azul e laranja, etc. Para quem gosta de contrastes!

Análogas

São as que aparecem em sequência no círculo – você pode juntar duas ou três cores que fiquem uma ao lado da outra, como verde, amarelo e laranja, por exemplo.

Tríade

São três cores que formam um triângulo (ângulo de 60o entre uma e outra), como verde, laranja e roxo. Lembrando que as combinações valem para os subtons de cada cor também.

Coolors

marcenaria

O Coolors é um site e aplicativo (tem para iOS) que serve para te ajudar a montar paletas de cores harmônicas. Para quem estiver sem criatividade e quiser sugestões, é só ir apertando a barra de espaço que várias combinações de cinco cores vão surgir na sua tela.

Se um tom específico (ou mais) te chamar atenção, é só clicar no cadeado que aparece sobre ela – esse tom ficará fixado na tela e você pode ver as mais variadas combinações envolvendo aquele tom específico também apertando a barra de espaço. É grátis, muito fácil de usar e você ainda consegue salvar suas combinações favoritas.

Adobe Color CC

marcenaria

Para quem gostou de brincar com o círculo cromático e quer partir para o próximo nível, uma boa opção é o Adobe Color CC, que é um site gratuito da mesma empresa que produz softwares como Photoshop e Lightroom.

Nele, você consegue brincar com o próprio círculo – é só selecionar o tipo de combinação que está procurando (análogo, monocromático, tríade, complementar, etc) e você consegue ir encontrando as tonalidades que mais te agradam com facilidade. Também dá para ajustar os subtons que você busca, dos tons pastel aos super vibrantes.

Se você gosta de usar novas tecnologias, separamos mais alguns aplicativos para marcenaria que você pode usar para melhorar a produtividade do seu negócio. Confira aqui.

o-que-esperar-da-economia-em-2019-veja-perspectivas-da-indústria-e-resultados-do-setor-moveleiro

O que esperar da economia em 2019? Veja perspectivas da indústria e resultados do setor moveleiro

A economia brasileira deve crescer em 2019 se as perspectivas divulgadas pelo Banco Central (BC) no último dia 20 de dezembro se concretizarem neste próximo ano. Segundo dados do Relatório Trimestral da Inflação, o Produto Interno Bruno (PIB) brasileiro deve ficar 2,4% positivo no próximo ano. O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia.

De acordo com o próprio Banco Central, essa é uma projeção feita levando em conta a continuidade da retomada gradual da atividade econômica do país ao longo dos próximos meses. As previsões para agropecuária e indústria em 2019 também são positivas – 2% e 2,9%, respectivamente. Já o setor de comércio e serviços deve crescer 2,1% segundo as projeções. O consumo das famílias deve ter crescimento de 2,5%, enquanto os investimentos devem ter alta de 4,4%.

Já as estimativas para o crescimento das exportações foram revistas, mas seguem positivas – de 6% para 5,7%. A projeção para as importações passou de 5,9% para 6,1% neste último relatório divulgado em dezembro. O BC também acredita que o crescimento do PIB brasileiro em 2018 deve ficar em torno de 1,4%.

A entidade não divulgou dados específicos para cada setor industrial brasileiro. Os últimos números divulgados por entidades do setor moveleiro, porém, apontaram resultados positivos em 2018, o que pode indicar perspectiva otimista para esse setor no próximo ano.

E o setor moveleiro?

Em 2018, a indústria de bens duráveis (entre os quais estão os móveis) passou por altos e baixos – sendo os baixos, em geral, ligados ao período de abril e maio, época da paralisação dos caminhoneiros.

Mesmo assim, o cenário seguiu positivo. No acumulado do primeiro semestre do ano, a indústria moveleira teve 5,5% de crescimento em comparação com o mesmo período do ano anterior. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na Pesquisa Mensal da Indústria.

Já em outubro, mês da pesquisa mais recente divulgada pelo IBGE, a alta do setor de bens duráveis foi de 4,4%. A indústria moveleira especificamente cresceu 0,9%.

Leia também:

Exportações de móveis

Outro índice positivo da indústria moveleira é o de exportações. Segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário (Abimóvel), o crescimento nas vendas externas em novembro de 2018 foi 20,5% maior em comparação com o mesmo mês de 2017.

No acumulado do ano, a variação foi 16,5% positiva. O panorama ainda indica que o principal segmento a se beneficiar foi o de móveis de madeira, que foram os mais exportados. No total, o setor foi responsável por 84,4% das vendas para outros países em novembro. O restante ficou com estofados, móveis de metal e colchões.

Cotação do dólar

Ainda de acordo com dados do Banco Central divulgados em dezembro, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no final de 2018 ficou em R$ 3,83. Já para o final do próximo ano, a estimativa é de que cada dólar esteja custando R$ 3,80.

O setor moveleiro contribui muito para a economia, mas você sabe como? Já falamos sobre isso, confira aqui.

living-coral-conheça-a-cor-do-ano-de-2019

Living Coral: conheça a cor do ano de 2019

Se depender da cor do ano de 2019, os próximos meses serão felizes e leves! Segundo a Pantone, empresa norte-americana mundialmente conhecida pelo seu sistema de cores que influencia diversos setores da indústria, a cor de 2019 será a Living Coral (coral vivo).

O tom fica entre o laranja e o rosa. “O coral vivo acolhe e incentiva a atividade alegre, simbolizando a nossa necessidade inata de otimismo e expressão lúdica”, explicou o instituto, ao revelar o tom de 2019.

Todos os anos, a empresa faz uma extensa pesquisa de tendências até chegar na cor que mais descreve o momento atual da sociedade. Justamente por isso, pode apostar: a cor estará por tudo nestes próximos 12 meses, da moda à movelaria, do design industrial ao design de produto.

A invasão coral

marcenaria

Desde o final de 2018, o tom já começou a dar as caras nas passarelas (grandes grifes como Marc Jacobs incluíram peças em tons de coral nos desfiles) e até na tecnologia. Um dos modelos do novo Iphone XS, da Apple, por exemplo, anunciado nos últimos meses de 2018 é justamente… Coral, claro!

O Living Coral só foi anunciado como a cor de 2019 em dezembro, mas a Pantone jura que a escolha estava definida desde antes do anúncio da Apple. Seja como for, se é coincidência ou apenas inconsciente coletivo, é bom estar preparado para a invasão coral que vem aí.

Leia também:

Living Coral na decoração

marcenaria

Inspirada no fundo do mar, cor do ano é descrita como “suave e vibrante” ao mesmo tempo, com subtom dourado. Na decoração, o Living Coral é versátil. Para quem prefere ambientes que tendem ao monocromático, uma boa ideia é combinar o tom com outras cores mais terrosas, que também são tendência na decoração hoje.

Já para quem prefere contraste, o ideal é combinar a cor com tons de verde, especialmente os mais profundos. Detalhes em Living Coral combinados com o verde das plantas, por exemplo, são uma aposta certeira. O conceito de floresta urbana (no inglês urban jungle), que traz os mais variados tipos de folhagens e subtons de verde para dentro dos projetos é uma das grandes tendências da arquitetura moderna.

Por ser uma cor vibrante, também complementa muito bem paletas mais sóbrias, com tons de cinza, preto e marinho.

Leia também:

 

 

Objetos Pantone

marcenaria

Não é só de definir tendências que vive a Pantone. A empresa também aproveita suas pesquisas para surfar na onda da cor do ano. De cadernos, canecas e objetos de decoração até uma biblioteca chamada de Cotton Swatch Library (que apresenta 2.310 amostras de cores em tecido de algodão para indústrias da moda e decoração), tudo está disponível na própria loja online deles.

As canecas, por exemplo, custam R$ 180 – e a desse ano, em Living Coral, já está à venda; os cadernos, R$ 67 cada; as ecobags, R$ 87. Já a biblioteca de amostras de cor chega a custar mais de R$ 43 mil.

Agora que você já sabe qual a cor de 2019 e suas aplicações, como vai usá-la em seus projetos? Confira também as cores metalizadas, uma tendência que continua na marcenaria clicando aqui.

Pergolado: ofereça para os seus clientes

Com certeza você, ao menos uma vez, já ouviu falar sobre pergolado. A estrutura é uma forma criativa, simples e barata de decorar a área externa de um imóvel, como jardim, varanda, piscina e churrasqueira. É a cobertura ideal para quem quer manter a iluminação natural e ventilação.

O nome vem das pérgolas italianas, o suporte de plantio de parreiras de uva. Atualmente, é mais utilizado para a decoração e extensão de áreas cobertas.

Podem ser utilizados ferro, bambu, alumínio, concreto, porém, a madeira dá um toque rústico e de bom gosto ao pergolado. Para construí-lo, o primeiro passo é fazer um projeto, para evitar acidentes, desperdício de materiais e problemas estruturais. Como se trata de uma estrutura simples, não há muitas dificuldades em fazê-la, como pode ver na imagem abaixo:

pergolado1

O importante é ter um bom suporte instalado, com cerca de 6 m² e impermeabilizado, pois a madeira fica exposta às mudanças climáticas e insetos que podem danificar o material. A manutenção deve ser periódica e da maneira mais apropriada, utilizando lixa, verniz e tinta. Esses cuidados, farão com que a o pergolado seja conservado por muitos anos.

Para decorar, sofás, redes, pufes, mesas de vidro, vasos, bancos e lanternas são alguns dos objetos que combinam com o pergolado de madeira, assim como colocar plantas. As trepadeiras podem encobrir as vigas e o teto, por exemplo, e conseguem valorizar ainda mais o ambiente.

Temos algumas ideias de pergolado para dar charme à casa de seus clientes:

Aumentar a varanda e terraço

pergolado2

Nada como ter um espaço confortável para receber os amigos e a família. Se a casa não tem um local aconchegante ou pode aproveitar melhor o jardim, construir um pergolado amplo com um espaço gourmet, cheio de bancos, almofadas e mesas pode transformar a parte externa da residência.

Pergolado com churrasqueira

pergolado3

Para o famoso “cantinho do guerreiro”, a churrasqueira, é ideal uma cobertura, para que os dias de chuva ou muito sol não atrapalhem o momento de descontração.

Pergolado com ofurô

pergolado4

Unir dois charmosos itens de decoração, como ofurô e pergolado, pode valorizar ainda mais a área da piscina, além de ser o ambiente ideal para aliviar o stress do dia a dia.

Pergolado para a entrada

pergolado5

 

Para quem não está satisfeito apenas com uma entrada tradicional para a sua casa ou precisa colocar uma cobertura entre o portão e a porta, o pergolado de madeira pode ser a saída ideal.

Pergolado com cobertura de vidro

pergolado6

Quando se trata de cobertura, utilizar chapa de vidro fosco ou acrílico é o mais comum. É uma forma de conservar a madeira da umidade, dar um ar moderno e também proteger o ambiente da chuva e da luz solar.

Por ser um material pesado, é de extrema importância fazer uma base que suporte o vidro para evitar possíveis acidentes.

pergolado7

O vidro pode ser usado também no espaço da garagem.

Pergolado com árvore

pergolado8

O pergolado de madeira combina muito com a natureza, e misturá-lo com árvores oferece um ar rústico e de tranquilidade para qualquer ambiente.

Pergolado com planta

pergolado9

Inspirado em sua ideia original, dar suporte a uma planta, colocar uma planta trepadeira em um pergolado consegue deixar qualquer jardim mais bonito.

ferramentas-maquinarios-marcenaria

Ferramentas e maquinários lançados em 2018

Você também é daquelas pessoas que quando chega dezembro aproveita para fazer um balanço de todos os acontecimentos que se passaram durante o ano? E que tal aproveitar este momento para pensar no que você pode mudar e quais atitudes você pode tomar para que o próximo ano seja ainda melhor?

Se você ficou pensando na sua marcenaria, nas mudanças que realizou, nos funcionários que contratou ou que demitiu, nos projetos que desenvolveu ou nos investimentos que fez, então este post pode ajudar o seu negócio para o próximo ano. Vamos trazer mais informações sobre as ferramentas e maquinários que foram lançados em 2018 na área da marcenaria.

Quem sabe você já não aproveita para verificar se sua marcenaria está investindo corretamente nos equipamentos que utiliza e também se não é o momento de investir em produtos que tragam ainda mais resultados para o seu negócio. Continue lendo e confira!

Furadeira Angular a Bateria (modelo DDA460)

Esta novidade da Makita possui alta capacidade de perfuração (159mm em madeira com serra copo), e é equipada com o motor BL e a tecnologia 18V + 18V, que proporcionam duas vezes mais força desempenho e autonomia de baterias.

Além disso, a furadeira angular possui controle automático de torque que se adapta de acordo com a dureza do material que será perfurado, é resistente a poeira e água, possui duas velocidades mecânicas, freio instantâneo e outros benefícios.

Alto-falantes (modelos DMR200 e DMR202)

Que tal propor um ambiente de trabalho um pouco mais descontraído na sua marcenaria? Se você acha uma ideia interessante, então invista nos alto-falantes da Makita. Os dois modelos possuem conexão Bluetooth e podem se conectar com o seu smartphone para que você possa escutar música.

Eles funcionam com baterias 18V LXT, baterias 12V CXT ou na tomada. O diferencial está no destaque DMR202 que possui conexão USB para leitura de pen drive e painel digital.

Serra Sabre DJR202

Lançada no início do ano pela Makita, este produto possui design compacto e pode ser operado apenas com uma mão, proporcionando mais segurança mesmo nas aplicações mais difíceis. O motor BL garante mais desempenho e autonomia e, além disso, a Serra Sabre é resistente a água e poeira, possui velocidade variável, freio instantâneo e iluminação de trabalho.

Martelete a bateria GBH 180-LI Professional

Este produto da Bosh é ideal para quem busca impacto e potência, pois ele é o único do mercado com 18V e 1,7J de força, além de ser leve e compacto – pesa apenas 2,6 quilos. Dentre os demais diferenciais, possui troca manual de escova de carvão e luz de LED para melhor visibilidade na área de trabalho.

Parafusadeira Bosch GO

É a menor e mais leve do mercado e foi desenvolvida para tornar o dia a dia do marceneiro mais fácil, atendendo de forma simples, rápida e moderna todos os profissionais. Com tecnologia e design inovadores, a parafusadeira possui o sistema “Pressione e Use”: basta escolher a função parafusar ou desparafusar e pressioná-la contra o parafuso.

O botão de troca fácil ainda permite selecionar a opção de modo neutro e usar a Bosch GO como uma chave de fenda convencional, por exemplo. O controle de torque com seis níveis diferentes amplia a eficiência e as possibilidades de utilização da ferramenta que é bivolt e carregável via cabo Micro-USB.

Esmerilhadeira GWS 18V-10 C

Direcionada para uso em trabalhos intensos, que exigem mais força e robustez, esta ferramenta oferece entre 1600W e 2200W de potência, além de mais mobilidade, praticidade, agilidade e menos peso. Entre os diferenciais deste novo produto da Bosch está a conexão via Bluetooth para acesso ao aplicativo Bosch Toolbox em smartphones.

Assim, é possível personalizar e gerenciar a ferramenta para receber informações sobre o status de uso, tempo de carga restante e a condição geral da bateria, bem como dicas para solução de problemas, como desligamento por conta de superaquecimento.

Neste post, você pode conferir alguns dos lançamentos de ferramentas que aconteceram neste ano. Que tal aproveitar o embalo e saber um pouco mais sobre o que rolou em um dos principais eventos da indústria moveleira na América Latina, a Formóbile? Clique aqui.

Programe-se: confira os maiores eventos de marcenaria em 2019

Quem trabalha com marcenaria, arquitetura e design sabe que não pode parar. Estar em constante atualização de tendências, conquistar mais conhecimento, trocar informações, fazer parcerias, renovar as ideias para produzir com criatividades são alguns dos motivos para participar de feiras e exposições.

Para ajudar a buscar as melhores, listamos feiras imperdíveis para você conferir:

Abimad

Data: 5 a 8 de fevereiro

Local: São Paulo Expo, São Paulo-SP

Informações: www.abimad.com.br/feira_abimad

A Feira Brasileira de Móveis e Acessórios de Alta Decoração é o primeiro grande evento da agenda, e valoriza o produto, a criatividade e o empreendedorismo brasileiro. Voltada ao mobiliário, decoração e design, é direcionada aos profissionais do setor com espaço para mais de 120 expositores.

Serão apresentados acessórios de decoração, tapeçarias, têxteis, iluminação e móveis.

Movelpar 2019

Data: 18 a 23 de março

Local: Expoara – Centro de Eventos, Arapongas-PR

Informações: www.movelpar.com.br

Localizada em um dos mais importantes polos moveleiros, no interior do Paraná, a Feira de Móveis do Paraná (Movelpar 2019) se fortalece como um local para gerar negócios, lançar coleções e produtos e trazer soluções e design.

Com a expectativa de receber mais de 30 mil visitantes do Brasil e do exterior, a feira tem mais de 150 marcas confirmadas. Essas, serão avaliadas no ranking do Projeto Presença Garantida, o qual traz resultados para expositores e visitantes para ampliar negócios, estreitar o relacionamento comercial e buscar conhecimento para tornar os produtos mais competitivos e atuais.

FIMMA Brasil 2019

Data: 26 a 29 de março

Local: Parque de Eventos, Bento Gonçalves-RS

Informações: www.fimma.com.br

A Serra Gaúcha já está se preparando para a Feira Internacional de Máquinas, Matérias-Primas e Acessórios para a Indústria Moveleira (FIMMA Brasil 2019).

Pesquisa, ferramentas inovadoras e novas tecnologias serão o foco da feira, que tem confirmadas 190 empresas ligadas ao que há de mais moderno quanto a máquinas, painéis, acabamentos, acessórios , softwares, florestal e rochas.

A 14ª edição tem o objetivo de proporcionar ainda mais experiências positivas, por isso, o evento terá algumas novidades, como o projeto Mobstone FIMMA – Mobiliário em Pedra, que irá promover integração entre o móvel brasileiro, o design e a rocha. Essa mistura terá seus resultados apresentados em produtos que utilizam rocha ornamental como matéria-prima principal ou secundária.

Expositores:

Berneck Painéis e Serrados, FGVTN Brasil, Hafele, Rochesa Tintas e Vernizes, Inmes Industrial, Schulz Compressores, Mill Indústria de Serras, Gaidzinski Equipamentos, Vantec Indústria de Máquinas, Promob Softwares, Focco Sistemas de Gestão, Killing SA Tintas e Adesivos, Bigfer Indústria e Comércio de Ferragens, Tabone Indústria e Comércio de Plásticos.

Salão Internacional do Móvel de Milão

Data: 9 a 14 de abril

Local: Centro de Exposições Rho, Milão, Itália

Informações: www.salonemilano.it

A Feira de Milão é referência mundial de arquitetura, design, decoração, iluminação e mobiliario. Reúne profissionais que querem conferir o que há de mais moderno referente à casa, móveis, equipamentos, e, em paralelo, ocorrem diversos eventos culturais pela cidade.

CASACOR

Data: 21 de maio a 28 de julho

Local: Jockey Club de São Paulo-SP

Informações: www.casacor.abril.com.br

Atualizar tendências e proporcionar novas ideias, com essa finalidade, a CASACOR carrega o título de maior evento de decoração da América Latina e o segundo maior de todo o mundo.

Em sua 32ª edição, o evento mantém a tradição de mostrar os ambientes decorados com o que há de mais inovador em design de interiores, decoração, arquitetura e arte para inspirar diversos projetos. Os 81 ambientes vão trabalhar o conceito Planeta Casa, que  alia natureza e arquitetura.

Expositores:

Deca, Leroy Merlin, Renault, diversos arquitetos e designers.

FeiMóbili

Data: 23 a 25 de julho

Local: Pro Mogno, São Paulo

Informações: www.feimobili.com.br

A Feira Nacional da Indústria Moveleira (FeiMóbili) é orientada totalmente para gerar e potencializar novos negócios, expor produtos e fortalecer as relações comerciais no setor moveleiro. Em vendas diretas, somente em 2018, atingiu R$ 18 milhões.

É a oportunidade para distribuidores, lojistas, designers e profissionais em acompanhar lançamento de produtos, fazer parcerias e conferir tendências em móveis.

Expositores:

Portobel Colchões, Kit´s Paraná, Colchões Polar, Madmelos, MoveMax Móveis, Móveis Havai, Ferguile Estofados, Luciane Cozinhas, Vieiro Móveis.

gmad-marcenaria-entrega-moveis

Pagar para entregar seus móveis ou fazer você mesmo?

Como seu produto já está produzido e finalizado, chega a hora de enviá-lo para um distribuidor ou cliente final. E aí é que surge a dúvida: “o que é mais interessante para o negócio; pagar para que alguém faça a entrega ou eu mesmo me encarrego disso?”.

E a verdade é que a resposta para esta questão depende de uma série de fatores ligados à sua empresa. Para encontrar uma solução adequada, é preciso analisar bem, em primeiro lugar, o seu volume de produção, o estilo de móveis que você produz (se são grandes ou pequenos, volumosos ou não, se vão montados ou desmontados), onde está localizado seu cliente, o seu cronograma de trabalho e seu controle financeiro.

Devo fazer a entrega?

Bom, você analisou todas as variáveis e chegou à conclusão de que teria como fazer a entrega do seu produto ao seu cliente de forma segura (para você e para o seu produto). E sem que isso cause prejuízos ao seu cronograma interno de trabalho.

Nesse caso, sim, você mesmo pode se encarregar da entrega. Porém, esse é um questionamento que você deve se fazer com frequência – afinal, não adianta conseguir entregar uma encomenda e, por conta disso, atrasar outras tantas que estavam em processo de produção, certo?

Leia também:

– Fique por dentro dos cuidados que você deve ter ao transportar os móveis

 

Ou pagar para que alguém entregue?

Caso você tenha decidido contratar uma solução externa para te ajudar na entrega dos seus produtos, também é necessário olhar bem para sua empresa para ver qual delas tem mais a ver com você.

Lojas online

Alguns sites de vendas, como Mercado Livre, Enjoei ou Elo7, por exemplo, podem ser boas opções para atingir clientes que estão fora da sua área de atuação. Você pode abrir uma loja online dentro desses sites, que já contam com sistemas integrados de entrega via Correios ou transportadoras.

Ou seja, se uma pessoa interessada chega até seu anuncio, ela já consegue fazer a estimativa de preços de entrega ali mesmo. Você não paga a mais por isso, mas dependendo do portal que escolher para abrigar sua loja, pode ter que pagar uma comissão (como é o caso do Enjoei).

Mas é bom lembrar que você terá que separar um tempo para dedicar aos seus anúncios online. Isso inclui fazer fotos e descrições para seus produtos, responder questionamentos de potenciais clientes e, caso efetuada a compra, embalar seu produto e encaminhar para os Correios ou agendar coleta via empresa de entregas.

 

Leia também:

– Quatro modelos de carro para entrega de móveis

http://gmad.com.br/blog/saiba-mais/4-modelos-de-carro-para-entrega-de-moveis/

Empresas de logística

Outra possibilidade é a de contratar diretamente uma empresa de logística para fazer as entregas para você. Existem muitas e sua escolha também vai depender da sua produção. Existem empresas como a Cargo, por exemplo, que inclusive permitem que você faça uma cotação online dos pacotes que precisa enviar e te fornecem opções de transportadoras e valores. Os Correios também têm soluções específicas para pequenos e microempresários. Veja aqui.

Vale a pena avaliar qual tem o melhor custo-benefício para você, mas esteja sempre de olho nos termos acordados. Há empresas que cobram taxas extras por serviços como reentrega, além disso, esteja sempre atento aos prazos de entrega, para que seu cliente não fique frustrado. Preste atenção também no contrato, se menciona seguro de carga – imprevistos como roubos ou acidentes podem acontecer e é bom estar preparado.

Lembrando que para poder avaliar qual a melhor solução logística para você, é importante estar sempre com o controle financeiro da sua marcenaria organizado. Confira aqui algumas dicas para manter seu negócio sempre em dia e não ter surpresas no final do mês.

Female Hands Holding Smart Phone Displaying Photo of Kitchen Behind.

Como fazer vídeos para vender mais os seus projetos

Redes sociais, sites, blogs, aplicativos, fotos, textos, posts e muito mais! Não há dúvidas de que, atualmente, existe uma lista infinita de possibilidades para que empresas e pessoas divulguem seus trabalhos, não é mesmo? E se tem um recurso que vem ganhando destaque nos últimos tempos por ser acessível, rápido e prático, são os vídeos.

Você já pensou em utilizar este meio de comunicação como forma de tornar a sua marcenaria mais conhecida e, consequentemente, ter seus projetos divulgados, atraindo mais clientes e aumentando suas vendas? Não sabe como começar? Continue lendo este texto para conferir o que você deve fazer para gravar um vídeo.

Assunto

Você já definiu quais temas você abordará nos vídeos que você for produzir? São infinitas as possibilidades, não é mesmo? Você pode falar sobre a sua marcenaria, seus projetos, dar dicas ou, até mesmo, contar algumas curiosidades sobre o seu negócio e a área da marcenaria. Mas, independente do que você escolher, é essencial colocar tudo em um papel e fazer um planejamento das gravações.

Defina as datas de divulgação dos seus vídeos, quais temas abordar em cada um deles e já defina um cronograma de gravações. Dessa forma, você poderá enxergar o todo e evitar a repetição dos assuntos dos seus vídeos, além de manter a organização. Após estas definições, prepare os conteúdos, ou seja, separe os principais tópicos que serão abordados em cada um dos vídeos e estude antes da gravação.

Leia também:

Equipamentos

Quando o assunto é a produção de vídeos de forma “caseira”, não existe o certo ou o errado, mas, sim, o prático e fácil que traz resultados. Portanto, não se preocupe se você não tiver aquela máquina fotográfica de última geração ou último lançamento de celular do mercado. Utilize o que você tem e faça de tudo para que o resultado seja satisfatório. Preocupe-se em garantir que o seu público consiga visualizar as imagens do seu vídeo e escutar o que você esteja falando.

Local

O espaço de gravação do seu vídeo tem relação direta com o tópico anterior. Caso você não esteja usando um equipamento de alta qualidade para a gravação, como um celular, o ideal é que você procure um ambiente que facilite este processo.

Utilize uma sala com pouco barulho e que não seja utilizada por outras pessoas – você não quer ninguém abrindo a porta ou conversando no meio da gravação, certo? -; procure ambientes com luz natural ou luz branca; e tenha cuidado com o “cenário” de fundo do seu vídeo, atentando-se para que ele esteja limpo e organizado.

marcenaria

Gravação

Depois do planejamento realizado, o tema escolhido, o equipamento preparado e o local arrumado, chegou o momento de entrar em cena!

Estude o assunto abordado e treine antes se for necessário. Então, quando estiver gravando, atente-se para ter uma fala simples – evite só utilizar termos técnicos -, clara e objetiva. Prefira as frases mais curtas e tente não falar muito rápido, não esquecendo de demostrar alegria e entusiasmo ao falar.

Leia também:

Finalização

Depois de ter o material gravado, chega o momento que traz mais insegurança para quem não tem tanta experiência na área: a edição do vídeo. Mas, não há necessidade para ficar nervoso!

Para começar, separe todas as gravações que você irá utilizar e escolha quais trechos você quer que estejam no seu vídeo final. Depois, para compilar todas as gravações em um único material, ajustar a cor, desenvolver vinhetas, ou inserir outros efeitos no seu vídeo, não é preciso ir muito longe. Atualmente, é possível encontrar no próprio celular aplicativos que poderão te auxiliar neste processo. Além disso, na internet você poderá encontrar tutoriais ou, até mesmo, outros programas de edição para quem não possui tanta experiência no assunto. E, depois de tudo pronto, é só publicar!

Escolheu em publicar o seu vídeo nas redes sociais? Confira 5 dicas de como utilizar este canal na sua marcenaria

Two Young Male Movers In Uniform Carrying Furniture On Staircase

Cuidados que você deve ter ao transportar os móveis

O momento da entrega de um móvel para o cliente pode ser o mais estressante para qualquer marceneiro. Depois de todo o processo de fabricação e montagem, você não vai querer que o seu móvel sofra qualquer alteração e danificação no momento do transporte, não é mesmo?

Neste texto, você irá conferir quatro cuidados que você pode ter ao transportar seus mobiliários, para garantir que a entrega seja um sucesso e a satisfação do seu cliente. Continue lendo!

Monte (ou não)

Não existe um direcionamento do que é certo ou errado para este tópico. Se você está com dúvidas se deve transportar o móvel do seu cliente desmontado ou montado, a nossa é dica é: antes de tudo, avalie a estrutura do local onde o seu móvel irá passar até chegar ao cômodo planejado.

Se os espaços do trajeto possuem, por exemplo, portas com larguras maiores, um elevador amplo e corredores com ângulos favoráveis para a passagem do mobiliário, você já pode deixar o seu móvel pré-montado. Agora, caso as passagens sejam estreitas e o pé direito muito baixo, por exemplo, de acordo com o tipo e tamanho do mobiliário, a nossa dica é deixar para montar no espaço do cliente. Assim, você evitará possíveis avarias no seu móvel, ao bate-lo em alguma quina de parede, por exemplo, transtornos e atrasos na sua montagem.

Leia também:

Proteje

Independente do tamanho ou do tipo de móvel, é fundamental que você proteja o mobiliário por completo, assim como todas as demais partes que o compõem, como portas, gavetas, trilhos, e entre outros.

Um material muito utilizado é o papel filme stretch, que possui grande resistência e elasticidade, e que garante a qualidade, aparência e espessura do móvel. Além disso, existem também as opções do papel ondulado e do plástico-bolha. Eles servem para proteger os itens e reduzir impactos, além de serem os materiais mais indicados para proteger os acabamentos, como cantos de portas. Quando o seu móvel já estiver no seu veículo de transporte, você também pode utilizar os cobertores ou mantas para reforçar ainda mais a proteção.

Verifique as condições climáticas

Este, por mais que fuja do seu controle, deve ser um item que deve ser analisado antes de você sair para fazer a sua entrega. Aquele tempo mais chuvoso pode danificar o seu móvel, assim como dificultar tanto a colocação e retirada do mesmo do seu meio de transporte, até o espaço do seu cliente.

Se o seu móvel não estiver bem protegido, a água ou o sol em excesso podem danificar sua estrutura, pintura e material de que é feito.

Leia também:

Coloque em um veículo adequado

O trajeto é curto ou o móvel é muito pequeno para ser colocado no seu caminhão de transporte então, por isso, você irá leva-lo até o seu cliente no seu carro particular? A resposta pode até ser sim, mas não se deixe levar por estes fatos e faça a entrega do mobiliário do seu cliente em um veículo de transporte apropriado. Você irá garantir a integridade do mobiliário, evitando quedas ou choques com outros objetos, assim como demonstrará confiança e credibilidade ao seu cliente.

Confira quatro modelos de carros para entrega de móveis.

Leia também

praticas-de-gestao-de-negocios-podem-transformar-um-time-de-futebol-gmad

Práticas de gestão de negócios podem transformar um time de futebol?

Há muito vemos o mundo corporativo encharcar-se de inspiração ao contratar palestras de profissionais do esporte a fim de extrair lições que possam sacudir as práticas de gestão e liderança. E o contrário? Vale? O Jocelito Canto e Paulo Balancin, gestores do Clube, acreditaram nisso ao vislumbrar num dos empresários da sua comunidade um perfil pragmático, comprometido e orientado para resultados. […]

Aguarde...

Infomad GMAD

Ao preencher esse cadastro, o incluimos em nosso mailling para receber noticias GMAD. Não substitui o cadastro solicitado pela loja no ato da compra.